Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Acções americanas iniciam a valorizar; Oracle trepa 3,37% (act.)

As acções americanas iniciaram a valorizar, com a empresa de software Oracle a crescer 3,37%, depois da germânica SAP, que desenvolve soluções informáticas, ter registado vendas em 2001 acima do estimado. O Nasdaq avançava 0,90% e o Dow Jones subia 0,06%.

Duarte Costa 09 de Janeiro de 2002 às 15:07
As acções americanas iniciaram a valorizar, com a empresa de software Oracle a crescer 3,37%, depois da germânica SAP, que desenvolve soluções informáticas, ter registado vendas em 2001 acima do estimado. O Nasdaq avançava 0,90% e o Dow Jones subia 0,06%.

O Nasdaq [CCMP] avançava para os 2.074,32 pontos, enquanto o Dow Jones [INDU] marcava 10.157 pontos.

A empresa de software Oracle ganhava 3,37% para os 16,28 dólares (18,32 euros), depois da rival germânica SAP ter anunciado que as receitas cresceram 16% em 2001, superando as estimativas.

O fabricante de «routers» Cisco subia 1,53% para os 21,27 dólares (23,93 euros), depois de John Chambers, presidente executivo da empresa, ter afirmado que a companhia espera conquistar quota de mercado aos seus concorrentes.

A Microsoft valorizava 0,50% para os 69,73 dólares (78,46 euros), depois de ontem Bill Gates ter afirmado que a empresa já vendeu mais de 1,5 milhões unidades da consola de jogos Xbox.

A Intel, líder mundial no fabrico de microprocessadores, subia 1,07% para os 35,96 dólares (40,46 euros).

No Dow Jones, o maior fabricante mundial de alumínio, a Alcoa, avançava 0,27% para os 37,44 dólares (42,13 euros), depois de ter oferecido 520 milhões de dólares (582,09 milhões de euros) pelos 60% que ainda não detém na norueguesa Elkem, que também produz alumínio.

O fabricante de aviões Boieng valorizava 0,42% para os 40,50 dólares (45,57 euros), depois de ter ganho um contrato no valor de 480 milhões de dólares (540,08 milhões de euros) para fornecer bombas guiadas por satélite à força aérea e marinha dos Estados Unidos.

Outras Notícias
Publicidade
C•Studio