Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Acções americanas recuperam mas empresas de «chips» pressionam

As acções norte-americanas fecharam mistas, mas a recuperar das quedas do início da sessão, beneficiando da descida do preço do petróleo. O Dow Jones subiu 0,24%, mas o Nasdaq caiu 0,48%, depois da Merrill Lynch ter baixado a recomendação para o sector do

Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 12 de Julho de 2004 às 21:08
  • Partilhar artigo
  • ...

As acções norte-americanas fecharam mistas, mas a recuperar das quedas do início da sessão, beneficiando da descida do preço do petróleo. O Dow Jones subiu 0,24%, mas o Nasdaq caiu 0,48%, depois da Merrill Lynch ter baixado a recomendação para o sector dos «chips».

O Dow Jones fechou a valer 10.238,22 pontos e o Nasdaq terminou nos 1.936,92 pontos, depois dos índices terem apresentado quedas máximas de 0,5% e 1,28%.

Depois de terem negociado com ganhos durante grande parte da sessão, os futuros sobre o barril de petróleo inverteram a tendência e apresentavam descidas acima de 1%, o que ajudou à recuperação dos mercados accionistas.

Os investidores estão ainda atentos aos dados económicos e mais resultados de empresas – como os da Intel; IBM, Citigroup e Merrill Lynch – que serão conhecidos esta semana.

A Merril Lynch recomendou os clientes a reduzir o peso de empresas de semicondutores na carteira de investimentos e a casa de investimentos Goldman Sachs aconselha os investidores a cortarem nos investimentos das acções. A recomendação de investimento passou de ‘overweight’ para neutral, devido ao crescimento das empresas ter-se demonstrado lento, segundos os relatórios que têm sido apresentados.

Os títulos da Intel depreciaram 1,24%. A recomendação das acções foi revista em baixa pela Merrill Lynch de «comprar» para «neutral». O banco de investimento reduziu as perspectivas para a toda a indústria de semicondutores de «overweight» para «underweight», pelo facto do lucro das empresas diminuir devido à redução dos inventários por parte dos clientes.

Entre as empresas do sector dos «chips», a Texas Instruments caiu 2,37%, a AMD baixou 2,5% e a Rambus depreciou 3,45%.

A General Motors, a maior construtora mundial de automóveis, subiu 0,14%. A empresa disse que as suas quatro unidades manufactureiras da China venderam mais 58% de carros na primeira metade do ano.

A impulsionar a recuperação das acções estiveram os títulos da NCR, que subiram 9,93%, depois da maior produtora de máquinas de multibanco do mundo ter anunciado lucros que quase duplicaram as estimativas dos analistas.

Ver comentários
Outras Notícias