Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Acções norte-americanas iniciam sessão em queda; Nasdaq cede 0,2% (act.)

Os principais índices americanos iniciaram em queda, num início de sessão em que o Nasdaq desvalorizava 0,2%, enquanto o Dow Jones cedia 0,04%. As acções da Intel e da Microsoft sofriam descidas que rondavam os 1%.

Pedro Carvalho pc@mediafin.pt 22 de Março de 2002 às 14:57
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
Os principais índices americanos iniciaram em queda, num início de sessão em que o Nasdaq desvalorizava 0,2%, enquanto o Dow Jones cedia 0,04%. As acções da Intel e da Microsoft sofriam descidas que rondavam os 1%.

Na abertura, Dow Jones [INDU] caía para os 10.475,2 pontos, enquanto o Nasdaq [CCMP] resvalava para os 1.865,18 pontos.

As acções da Intel e da Microsoft perdiam ambas cerca de 1% para os 31,04 dólares (35,19 euros) e 36,97 dólares (41,92 euros), respectivamente.

Ainda no Dow Jones, o títulos da Mc Donalds, prosseguiam com uma quebra de 3,06% para os 27,82 dólares (31,54 euros), após da cadeia de restaurantes ter anunciado que os seus lucros trimestrais iriam registar uma descida.

A Applied Materials via as suas acções subirem 2,11% para os 53,16 dólares (60,27 euros). A empresa disse que previa uma recuperação nas vendas na segunda metade de 2002. A empresa anunciou igualmente que planeia um «stock split» ou diluição das acções, na proporção de dois para um no próximo mês.

A Palm valorizava 14,5% para os 3,63 dólares (4,11 euros). O maior fabricante de computadores portáteis do mundo disse que as receitas deverão recuperar este trimestre, depois da queda dos últimos quatro trimestres.

A Micron Technology, ao invés, sofria uma quebra de 1,27% para os 34,09 dólares (38,65 euros), após ter apresentado prejuízos pelo quinto trimestre consecutivo.

A Verizon Communications caía 0,73% a marcar 46,69 dólares (52,94 euros). A agência de notação de dívida Moody"s disse que a maior empresa de telecomunicações local dos Estados Unidos, deveria «reduzir a confiança» no passivo de curto prazo, o que sugere que a Verizon poderá vir a ter alguma dificuldade no pagamento do serviço da dívida a curto prazo.

Ver comentários
Outras Notícias