Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Acções norte-americanas iniciam sessão pouco alteradas; Nasdaq sobe 0,08% (act.)

As Bolsas norte-americanas iniciaram a sessão pouco alteradas. Os dados da produção industrial e novos «casos» de contabilidade estão a condicionar a evolução dos principais índices. O Nasdaq subia 0,08% e o Dow Jones valorizava 0,04%.

Pedro Carvalho pc@mediafin.pt 15 de Fevereiro de 2002 às 14:54
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
As Bolsas norte-americanas iniciaram a sessão pouco alteradas. Os dados da produção industrial e novos «casos» de contabilidade estão a condicionar a evolução dos principais índices. O Nasdaq subia 0,08% e o Dow Jones valorizava 0,04%.

Novos casos de práticas «irregulares» de contabilidade continuam a ser notícia nos mercados financeiros, mas o recuo da produção industrial abaixo do esperado, ajudou os mercados norte-americanos a iniciarem a sessão estáveis. O Nasdaq [CCMP] marcava os 1.844,89 pontos, enquanto o Dow Jones [INDU] assinalava 10.006,2 pontos.

O fabricante de «hardware» IBM perdia 3,42% para os 104,29 dólares (119,33 euros), na sequência de um artigo do «New York Times» que alegava que a empresa não contabilizou como ganhos extraordinários a venda de uma unidade óptica à JDS Uniphase por 300 milhões de dólares (343 milhões de euros), com vista a baixar os seus custos operacionais, recentemente anunciados.

A Qualcomm, cujas práticas de contabilidade foram recentemente criticadas, recuperava 1% para os 40,45 dólares (46,2 euros).

As acções da Nvidia caíam 5,16% para os 58,90 dólares (67,39 euros), depois do fabricante de «chips» ter anunciado que as suas práticas de contabilidade estavam a ser investigadas pela Securities and Exchange Commission (SEC).

As acções da Dell Computer subiam 0,63% para os 26,98 dólares (30,87 euros), depois de ontem, já após o fecho, o fabricante de computadores ter apresentado lucros no quarto trimestre em linha com as expectativas dos analistas.

A General Motors ganhava 0,28% para os 50,91 dólares (58,25 euros). O fabricante de automóveis anunciou que iria proceder ao despedimento de 2.850 empregados, menos de 1% do total da força de trabalho.

No sector farmacêutico, a Immunex desvalorizava 0,24% para os 28,50 dólares (32,6 euros), após a imprensa local ter anunciado que o seu medicamento «Enbrel» poderia estar ligado a doenças de quatro pacientes no hospital de Chicago.

Ver comentários
Outras Notícias