Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Acções seguem mistas com BPI e PTM a contrariar queda do BCP

As acções da Euronext Lisbon negociavam mistas, e o PSI-20 escorregava 0,01%, com a queda do Banco Comercial Português (BCP) a ser contrariada pelas valorizações do Banco BPI e da PT Multimédia (PTM).

Pedro Carvalho pc@mediafin.pt 13 de Maio de 2003 às 09:59
  • Partilhar artigo
  • ...
As acções da Euronext Lisbon negociavam mistas, e o PSI-20 escorregava 0,01%, com a queda do Banco Comercial Português (BCP) a ser contrariada pelas valorizações do Banco BPI e da PT Multimédia (PTM).

O PSI-20 [PSI20] marcava 5.629 pontos, com cinco acções do índice a subirem, oito negociavam em queda e sete cotavam inalteradas.

O Banco Comercial Português (BCP) [BCP] perdia 0,71% para 1,39 euros, enquanto a Portugal Telecom (PT) [PTC] descia 0,47% a marcar 6,30 euros.

O Santander cortou ontem o preço alvo e a recomendação da PT, citando o abrandamento da actividade doméstica da operadora de telecomunicações. O preço-alvo da PT desceu de 8,10 para 7,60 euros e a recomendação de «comprar» para «manter».

A PT Multimédia [PTM], detida em 54% pela PT, valorizava mais de 2% nos 15,15 euros.

O Banco BPI [BPIN] que ontem cresceu mais de 3%, voltava a apreciar 1,65% nos 2,47 euros.

A Electricidade e Portugal (EDP) [EDP] cotava inalterada nos 1,73 euros, a Brisa [BRISA] subia 0,2% para 4,91 euros e a Sonae SGPS [SON] cotava nos 0,38 euros, o mesmo preço de fecho de segunda-feira.

Bolsas europeias negociam em queda com resultados a dominar

As praças da Europa negociavam em descida, e o Dow Jones Stoxx 50 resvalava 0,09% para 2.293,74 pontos. As acções do UBS, cujos lucros superaram as estimativas, valorizavam mais de 2%.

O AEX de Amesterdão cedia 0,75% para 280,83 pontos, pressionado pela descida de 1,73% do ING Groep e pela queda de 1,46% do ABN Amro, o maior banco holandês.

Em Madrid, o IBEX 35 [IBEX] depreciava 0,18% para 6.383,80 pontos. As acções da Telefónica caíam 1,2% para 9,44 euros, apesar de ter anunciado que os lucros no trimestre ascenderam aos 543,4 milhões de euros, um valor quase quatro vezes superior ao verificado no período homólogo.

Em Paris, o CAC 40 [CAC] regredia 0,43% para 2.949,84 pontos, e o grupo de distribuição e de produtos de luxo, o Pinault-Printemps-Redoute, liderava as perdas, regredindo 4,7% para 60,35 euros, em reacção aos resultados.

O DAX [DAX] alemão depreciava 1,22% nos 2.901,46 pontos. Os fabricantes de automóveis DaimlerChrysler e Volkswagen eram os papéis que mais pressionavam o índice, cedendo ambos mais de 2,5% para 27,30 euros e 30,92 euros, respectivamente.

O FTSE 100 [UKX] regredia 0,12% para 3.982,80 pontos, com a valorização de 1,9% da British Sky Broacasting a ajudar a contrariar a queda de 2% da British Airways.

Outras Notícias