Bolsa Altri em ex-dividendo pressiona abertura da bolsa nacional

Altri em ex-dividendo pressiona abertura da bolsa nacional

A maioria das cotadas abriu em terreno positivo, em linha com o comportamento das praças europeias.  
A carregar o vídeo ...
Nuno Carregueiro 24 de junho de 2019 às 08:14

A bolsa nacional abriu em queda, pressionada pela desvalorização das ações da Altri e da EDP Renováveis.

 

O PSI-20 desce 0,11% para 5.120,66 pontos, apesar da maioria das cotadas transacionar em alta. São 12 as cotadas a subira, quatro a descer e duas inalteradas.

 

Na Europa a abertura dos índices foi com sinal positivo, numa altura em que a atenção dos investidores continua centrada na tensão entre EUA e Irão e na disputa comercial com a China.

 

Os EUA anunciaram novas sanções ao Irão a partir desta segunda-feira. O presidente americano, Donald Trump, garantiu que são sanções importantes, ainda que não as tenha especificado. 

 

O tão aguardado encontro entre Donald Trump e Xi Jinping ocorre no final desta semana, na reunião do G20, no Japão. Os líderes da economia dos EUA e da China vão tentar alcançar um acordo sobre as tarifas comerciais, mas, segundo Trump, as conversações já estão a decorrer.

 

Em Lisboa a Altri está em evidência. As ações desvalorizam 9,27% para 5,63 euros, refletindo o facto de a fabricante de pasta e papel negociar a partir de hoje sem direito ao dividendo de 72 cêntimos que vai pagar aos acionistas.

 

Ainda a pressionar o PSI-20 está a EDP Renováveis, que cede 1,76% para 8,95 euros.

 

A evitar maiores quedas no índice destaca-se a Galp Energia, que soma 0,82% para 13,54 euros a acompanhar a alta dos preços do petróleo (Brent em Londres avança 0,75% para 65,69 dólares). O BCP também contribui, com um ganho de 0,77% para 0,2618 euros.  




pub

Marketing Automation certified by E-GOI