Bolsa As 10 maiores fortunas da bolsa nacional

As 10 maiores fortunas da bolsa nacional

Veja quanto valem as 10 maiores fortunas da bolsa portuguesa e quanto variaram no primeiro semestre deste ano
Raquel Godinho 21 de julho de 2018 às 11:00

702,9 milhões de euros. Foi este o valor "perdido" pelos milionários da bolsa portuguesa, no acumulado do primeiro semestre. A fortuna conjunta caiu de 18,2 mil milhões de euros, no final de 2017, para 17,4 mil milhões de euros, no final do primeiro semestre deste ano, segundo os cálculos do Negócios. 

 

Alexandre Soares dos Santos foi o investidor que enfrentou as menos-valias potenciais mais elevadas: 1,35 mil milhões de euros. Isto num período em que as acções da Jerónimo Martins lideraram as quedas no PSI-20: recuaram 23,62%. A família Soares dos Santos é, aliás, aquela que tem o maior investimento na praça portuguesa, com as acções detidas na dona do supermercados Pingo Doce a estarem avaliadas em 4,37 mil milhões de euros. 

 

Ainda que o saldo global seja negativo, há também quem tenha conseguido obter ganhos na primeira metade deste ano. É o caso dos líderes das cotadas do sector do papel que continuam a ser as protagonistas dos maiores ganhos da bolsa nacional, este ano. Pedro Queiroz Pereira foi o investidor que mais lucrou: viu as suas acções na Navigator e na Semapa valorizarem 721,2 milhões de euros, nos primeiros seis meses do ano. A Semapa registou o segundo maior ganho do PSI-20, neste período, com uma subida de 29%, já a Navigator apreciou 20%. Ambas renovaram máximos históricos consecutivos, na primeira metade do ano.

 

Na fotogaleria em cima veja quando variaram as 10 maiores fortunas da bolsa portuguesa.



Marketing Automation certified by E-GOI