Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Até onde podem ir os máximos das bolsas?

Nos EUA, há recordes. No Japão, há máximos de 15 anos, o dobro dos que se registam nas bolsas europeias. Valorizações expressivas suportadas pelo dinheiro barato dos bancos centrais, que estão a tentar puxar pela economia. Haverá margem para mais?

Paulo Moutinho | Raquel Godinho rgodinho@negocios.pt 20 de Fevereiro de 2015 às 00:01
  • Partilhar artigo
  • ...

Está a ser um arranque de ano positivo para os mercados accionistas. Apesar da volatilidade, as bolsas têm atingido máximos consecutivos. Nos EUA, há recordes. Os ganhos são, contudo, mais expressivos no Japão e na Europa. Fortes subidas que resultam essencialmente da actuação dos bancos centrais, que continuam a injectar liquidez nos mercados. Medidas extraordinárias que terão de conseguir puxar pelas economias para que os ganhos

...

Negócios Premium
Conteúdo exclusivo para assinantes
Já é assinante? Inicie a sessão
Assine e aceda sem limites, no pc e no smartphone
  • Conteúdos exclusivos com melhor da informação económica nacional e internacional;
  • Acesso sem limites, até três dispositivos diferentes, a todos os conteúdos do site e app Negócios, sem publicidade intrusiva;
  • Newsletters exclusivas;
  • Versão ePaper, do jornal no dia anterior;
  • Acesso privilegiado a eventos do Negócios;
Ver comentários
Saber mais bolsa acções máximos bancos centrais economia resultados empresas analistas
Mais notícias Negócios Premium
+ Negócios Premium
Capa do Jornal
Informação de qualidade tem valor. Invista. Assine já 1mês / 1€
Mais lidas
Outras Notícias