Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Banca e CTT pressionam bolsa nacional

A bolsa nacional já inverteu da tendência de ganhos registada na abertura e segue em queda, penalizada pela descida da banca e dos CTT.

Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 13 de Maio de 2014 às 09:46
  • Assine já 1€/1 mês
  • 35
  • ...

O PSI-20 recua 0,28% para 7.355,05 pontos, com 16 acções em queda e quatro em alta. Entre os congéneres europeus a tendência é maioritariamente de ganhos, numa manhã marcada pelo máximo de 2008 atingido pelo S&P600. As bolsas continuam a beneficiar de resultados de cotadas, de novas negociações com vista a fusões ou aquisições, bem como do entusiasmo dos investidores em relação aos EUA. Ainda ontem o Dow Jones subiu para um novo recorde histórico.

 

A penalizar a negociação está o sector bancário, com o BCP a perder 1,49% para 20,49 cêntimos, o BES a cair 0,56% para 1,238 euros, o BPI a ceder 0,74% para 1,751 euros, o ESFG a recuar 0,89% para 2,998 euros e o Banif a cair 0,96% para 1,03 cêntimos. O aumento de capital do Banif, que vai concluir o processo de capitalização por meios privados, vai arrancar ainda esta semana, devendo estar terminado antes do final do mês, apurou o Negócios junto de fontes do mercado. 

 

Em queda, e a pressionar a bolsa, estão também as acções dos CTT, que recuam 2,96% para 7,432 euros.

 

Do lado oposto está a Jerónimo Martins, ao subir 1,21% para 12,50 euros, uma tendência que é partilhada pela Sonae SGPS, que cresce 0,16% para 1,281 euros.

 

A Portucel, que já atingiu o máximo histórico de 3,596 euros esta sessão, segue a perder 0,06% para 3,555 euros. A cotada anunciou de investimento no reforço da capacidade produtiva da fábrica de Cacia em 20%, num projecto de 56 milhões de euros. Este investimento vai permitir aumentar em 30 milhões de euros as exportações anuais do grupo que, em 2013, atingiram os 1.215 milhões de euros.

  

Em queda estão também as acções da Zon Optimus, que cedem 0,20% para 5,115 euros, depois de ontem ao final do dia ter revelado que lançou uma oferta pública de venda de um máximo de 1.750.000 acções ordinárias, escriturais e nominativas, com o valor nominal de 0,01 euros cada, representativas de 0,340% do capital social da Zon Optimus, destinada a trabalhadores do grupo. Oferta é válida apenas para esta terça-feira.

 

Fora do PSI-20, a Soneacom segue estável nos 2,01 euros, depois de ontem, também depois do fecho do mercado ter revelado os números do primeiro trimestre do ano. A Sonaecom apresentou uma quebra de 23% do resultado líquido nos primeiros três meses do ano para 7,2 milhões de euros nos primeiros.

 

Já  Portugal Telecom segue a perder 0,23% para 2,985 euros.

Ver comentários
Saber mais bolsa PSI-20 CTT
Outras Notícias