Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Banca e PT impulsionam bolsa (act)

A Euronext Lisbon encerrou o dia a valorizar impulsionada pela subida superior a 1% da PT e pela banca que beneficia dos ganhos do sector na Europa. O PSI-20 subiu 0,72%, a acompanhar a tendência das congéneres europeias, permitindo ao índice acumular gan

Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 17 de Junho de 2005 às 16:52

A Euronext Lisbon encerrou o dia a valorizar impulsionada pela subida superior a 1% da PT e pela banca que beneficia dos ganhos do sector na Europa. O PSI-20 subiu 0,72%, a acompanhar a tendência das congéneres europeias, permitindo ao índice acumular ganhos na semana.

As praças europeias fixaram novos máximos de três semanas, ajudadas pelos ganhos das petrolíferas e das mineiras que beneficiaram das subidas do petróleo e dos metais.

O PSI-20 [psi20] encerrou a negociar nos 7.517,76 pontos ao avançar 0,72%, num dia em que transaccionou mais 111 milhões de euros. Dos 20 títulos que compõem o principal índice nacional, nove subiram, cinco caíram e seis ficaram inalterados. A valorização de hoje ajudou a que a bolsa nacional conseguisse valorizar 0,45% na semana, após três semanas em queda.

A Portugal Telecom (PT) [ptc] apreciou 1,27% para os 8,00 euros. «A PT está barata e é de comprar, na minha opinião», afirmou ao Jornal de Negócios Online, Roberto Torrão, operador da LJ Carregosa. A empresa tem sido castigada nas últimas sessões, com vários analistas a reverem em baixa a avaliação da companhia.

Através da oferta «Triple Play» – novo serviço que vai ser lançado pela Sonaecom, integrando televisão, Internet e voz num só fio de telefone – a Portugal Telecom e a PT Multimédia saem «derrotadas», afirmam os analistas do BPI acrescentando que os concorrentes (neste caso a Sonaecom) e os consumidores serão os «vencedores».

A PT Multimédia [ptm] encerrou a perder 0,35% para os 8,52 euros, enquanto a Sonaecom [snc] fechou inalterada nos 3,45 euros. A empresa quer atingir os 200 mil clientes de Pay TV em dois anos, disse Luís Reis, Chief Operation Office (COO) da Sonaecom na apresentação do acordo com a RTP para o fornecimento de conteúdos na plataforma da empresa. A Sonaecom garante que o projecto vai ser mais completo e com melhores preços que os da concorrência.

O Banco Comercial Português (BCP) [bcp] subiu 1,44% para os 2,12 euros e o Banco BPI [bpin] cresceu 1,92% para os 3,19 euros. A banca nacional seguiu a tendência europeia. O índice que congrega as acções dos bancos europeus transaccionou no nível mais elevado dos últimos quatro anos, devido à onda de fusões que se regista no sector.

A Energias de Portugal (EDP) [edp] também impulsionou o índice nacional ao subir 0,48% para os 2,08 euros, enquanto a Brisa contrariou a tendência e evitou maiores ganhos ao cair 0,79% para os 6,30 euros.

O sector de «media» encerrou misto, com a Impresa [ipr] a ganhar 0,37% para os 5,41 euros e a Cofina [cofi] a subir 0,34% para os 2,98 euros, enquanto a Media Capital [mcp] encerrou inalterada nos 6,45 euros.

Ver comentários
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio