Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Banca impulsiona bolsas europeias

As principais praças europeias seguiam a negociar em alta, depois de terem encerrado em terreno negativo nas últimas cinco sessões. A impulsionar os índices na sessão de hoje segue o sector da banca a beneficiar das expectativas de um aumento da participação do governo dos EUA no Citigroup.

Lara Rosa lararosa@negocios.pt 23 de Fevereiro de 2009 às 10:45
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...
As principais praças europeias seguiam a negociar em alta, depois de terem encerrado em terreno negativo nas últimas cinco sessões. A impulsionar os índices na sessão de hoje segue o sector da banca a beneficiar das expectativas de um aumento da participação do governo dos EUA no Citigroup.

O índice pan-europeu Stoxx50, que engloba as 50 maiores empresas europeias, ganhava 1,37% para os 1.839,38 pontos, e o Stoxx600 avançava 1,43%m depois de ter tocado no valor mais baixo de seis anos na última sessão.

Entre as principais praças europeias, o CAC40 era o índice que mais valorizava ao avançar 2,19% para os 2.810,65 pontos, seguido do IBEX, Espanha, que valorizava 1,95% para os 7.751,90 pontos.

O índice alemão DAX ganhava 1,92% para os 4.091,90 pontos, o AEX, em Amesterdão, negociava nos 232,72 pontos ao subir 1,57%, e o FTSE100 inglês valorizava 1,24% para os 3.937,26 pontos.

A tendência positiva do mercado europeu na sessão de hoje segue-se aos ganhos da maioria das praças asiáticas, o que levou o índice MSCI World a valorizar pela primeira vez em 10 dias.

A impulsionar os índices europeus estava o sector da banca depois do “Wall Street Journal” ter noticiado que o governo da maior economia do mundo poderá aumentar a participação no Citigroup até 40%.

No mercado alemão, o Citigroup seguia a valorizar 26,67% para os 1,90 euros, depois de ter tocado no valor mais baixo em mais de 18 anos nos EUA.

O sector da banca acompanhava esta tendência seguindo a negociar em terreno positivo com destaque para o Barclays que subia 8,51% para os 103,3 pence e para o Societe Generale que avançava 6,29% para os 23,905 euros.

O Royal Bank of Scotland disparava 17,10% para os 22,6 pence, tendo já estado a ganhar 21,76%, depois de uma pessoa próxima do banco ter afirmado que este está a planear reduzir os seus custos em mil milhões de libras (1,126 mil milhões de euros).



Veja também:

As cotações dos principais índices
A evolução das acções das bolsas de
Espanha, França, Holanda e Alemanha

Ver comentários
Outras Notícias