Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Banca lidera ganhos na bolsa após subida de "rating" da S&P

O PSI-20 está a ser impulsionado pela valorização superior a 1% das acções do BCP, que beneficiam com a subida do "rating" soberano por parte da S&P. Na Europa a sessão também está a ser de ganhos.

Após meses de resistência, os banqueiros tiveram de pedir ajuda pública. Quase toda a banca privada recebeu dinheiro estatal, o que ditou uma profunda reestruturação em todas as instituições. O Estado ganhou com BPI e BCP, mas perdeu no Banif.
Sara Matos/Negócios
Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 21 de Setembro de 2015 às 09:16
  • Assine já 1€/1 mês
  • 10
  • ...

A bolsa portuguesa consolidou os ganhos da abertura da sessão, com o índice português a beneficiar com a subida de "rating" que a S&P efectuou a Portugal na sexta-feira e a acompanhar a tendência positiva das praças europeias.


Os índices europeus estão a marcar ganhos ligeiros, depois do Syriza ter ganho as eleições na Grécia com um resultado que permite a formação de um governo maioritário através da reedição da coligação com os Gregos Independentes. A marcar a sessão nas praças europeias está a Volkswagen, que abriu a sessão a desvalorizar 14%. A construtora automóvel admitiu ter sistematicamente cometido fraude nos testes de poluição de ar nos Estados Unidos da América durante anos.

Em Lisboa, o Banco Comercial Português é dos títulos que mais impulsiona o PSI-20, com uma subida de 1,2% para 5,05 cêntimos, enquanto o BPI avança 0,11% para 0,91 euros. A S&P elevou o rating de Portugal de "BB" para "BB+", o que tenderá a ter um efeito positivo na banca portuguesa.

 

Os analistas não esperavam qualquer mexida no "rating" devido à proximidade das eleições. A agência de notação financeira sustenta a sua decisão de subir o rating com o facto de "a actividade económica e a consolidação orçamental em Portugal estarem a recuperar, em linha com as expectativas, colocando o rácio da dívida pública numa trajectória descendente após 15 anos consecutivos de aumentos".

A Altri valoriza 1,76% para 3,759 euros, depois do Santander ter elevado a recomendação da cotada de "underweight" par a "neutral", atribuindo às acções um preço-alvo de 3,60 euros.

Ainda a impulsionar a praça portuguesa está a Nos, com uma subida de 0,93% para 7,198 euros e a Pharol, que avança 0,34% para 0,293 euros.

No sector da energia a EDP soma 0,81% para 3,093 euros e a EDP renováveis valoriza 0,61% para 5,927 euros. Em sentido inverso a Galp Energia cai 0,38% para 9,107 euros, apesar do petróleo estar em terreno positivo, com o Brent em Londres a somar 1,52% para 48,19 dólares por barril. 

Ver comentários
Saber mais Bolsa PSI-20 Euronext
Outras Notícias