Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bank Millennium cai para mínimos de 2013

O maior partido da oposição da Polónia, e que está à frente nas sondagens para as eleições que vão ocorrer em Outubro, propôs que se introduzisse um imposto sobre a banca. Uma medida que foi mal recebida pelos mercados e que está a pressionar as acções deste sector.

Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 22 de Julho de 2015 às 16:05
  • Assine já 1€/1 mês
  • 4
  • ...

As acções do Bank Millennium, detido em 50,1% pelo BCP, estão a descer 3,05% para 5,72 zlotys no mercado polaco, tendo chegado a deslizar quase 6% para 5,55 zlotys, o que corresponde ao valor mais baixo desde 18 de Julho de 2013.

 

Mas o Bank Millennium não está sozinho. As quedas são generalizadas entre a banca polaca, com o índice do sector financeiro do país, o WIGBank, a deslizar mais de 3% para um mínimo de Julho de 2013, com o Geting Noble Bank a liderar as quedas (-7,2%), seguido do Bank Zachodni, que está a descer 4%.

 

A queda generalizada da banca polaca surge depois do principal partido da oposição polaca ter proposto a introdução de um imposto sobre o sector financeiro. A proposta pode, por agora, não ter seguimento, mas os receios de que venha a ser implementada nos próximos tempos está a deixar os investidores receosos. Em causa está o facto de a Polónia ir a eleições em Outubro e o partido em causa liderar as sondagens.

 

Este imposto iria assim ser mais um encargo que o sector teria de assegurar, além da conversão dos empréstimos de francos suíços.

 

Os dados do regulador, citados pela Bloomberg, revelam que os bancos polacos registaram um lucro recorde de 16,2 mil milhões de zlotys (cerca de 4 mil milhões de euros) no acumulado de 2014.


Na próxima segunda-feira, 27 de Julho, o Bank Millennium revela os resultados referentes ao segundo trimestre. Os analistas consultados pela Reuters estimam uma queda homóloga de 10% dos lucros no segundo trimestre para 146 milhões de zlotys. A contribuir para a descida dos resultados terá estado a queda das taxas de juro, o que afectou as margens do banco. Bem como as alterações à regulação, como a introdução de um imposto bancário e a conversão dos empréstimos à habitação de francos suíços para zlotys.

(Correcção: Corrige percentagem de capital detido pelo BCP para 50,1%)

Ver comentários
Saber mais Banl Millennium BCP banca Polónia
Mais lidas
Outras Notícias