Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

BCP dispara 6% com promessa de dividendos

Depois de cinco sessões em queda e vários mínimos históricos, as acções do BCP estão a reagir em alta à promessa de regresso aos dividendos.

A carregar o vídeo ...
Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 13 de Janeiro de 2017 às 09:27
  • Assine já 1€/1 mês
  • 23
  • ...

As acções do BCP estão em forte recuperação, aliviando parte das perdas sofridas na sequência do anúncio do aumento de capital.

 

Os títulos disparam 6,23% para 87,32 cêntimos, uma cotação que compara com o mínimo histórico de 0,7903 euros fixado ontem e a cotação de 1,0412 euros registada antes do anúncio do aumento de capital de 1,33 mil milhões de euros.

 

Trata-se do maior ganho desde 13 de Dezembro, depois de cinco sessões sempre a negociar em terreno negativo, sendo que tendo em conta apenas as três depois do anúncio do aumento de capital a capitalização bolsista sofreu uma queda de mais de 200 milhões de euros.

 

A recuperação das acções surge depois de ontem a CMVM ter aprovado o prospecto do aumento de capital, documento ondem o banco liderado por Nuno Amado admite o regresso ao pagamento de dividendos.

 

No documento, divulgado esta quinta-feira 12 de Janeiro, o BCP indica que a "emissão de direitos pretende acelerar o regresso à normalização da actividade do banco, incluindo o potencial regresso ao pagamento de dividendos, em vez da abordagem faseada seguida até à data".

 

A equipa de Nuno Amado avança com uma intenção: "objectivo para um ‘pay-out’ ratio de pelo menos 40% em 2018, sujeito a requisitos regulamentares". O rácio indica a disposição de distribuir um mínimo de 40% dos resultados obtidos em remuneração accionista. Os resultados são de 2018, pelo que o pagamento é no ano seguinte. 

 

No prospecto do aumento de capital são revelados vários riscos identificados pelo próprio banco, bem como as datas da operação. Na terça-feira, as acções do banco passam a negociar sem direitos associados à operação, já que estes começam a negociar em bolsa na quinta-feira seguinte, 19. Cada direito permite a compra de 15 acções, mediante o pagamento de 9,4 cêntimos por cada uma.

 

Tendo conta a cotação actual das acções do BCP, o valor teórico dos títulos pós aumento de capital é de 14,27 cêntimos. Já os direitos têm um valor teórico de 73,1 cêntimos.

 

Na calculadora em baixo pode calcular quanto tem de investir caso pretende participar na operação de aumento de capital.

 



Acções do BCP recuperam de perdas com aumento de capital
A carregar o vídeo ...
Nuno Carregueiro, jornalista do Negócios, esteve em directo no Facebook a dar conta da evolução das acções do BCP. Veja aqui o vídeo.



Ver comentários
Saber mais BCP CMVM Nuno Amado aumento de capital acções
Outras Notícias