Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

BCP, EDP e Jerónimo Martins levam PSI-20 à quarta queda consecutiva

A bolsa nacional está a perder força pelo quarto dia, naquele que é o maior ciclo de perdas do último mês. Hoje, as quedas do grupo EDP, do BCP e também da Jerónimo Martins estão a pressionar o índice de Lisboa.

O Haitong Bank prevê um abrandamento das fusões e aquisições e das admissões em bolsa, provocado pela pandemia.
Gonçalo Almeida goncaloalmeida@negocios.pt 22 de Outubro de 2020 às 16:44
  • Assine já 1€/1 mês
  • 17
  • ...
O índice PSI-20 terminou a sessão desta quinta-feira a cair 0,52% para os 4.118,13 pontos, naquele que foi o quarto dia consecutivo a desvalorizar, em linha com o sentimento vivido no resto das bolsas europeias.

Na Europa, o contínuo atraso num acordo entre os Democratas e os Republicanos para um novo pacote de estímulos orçamentais a ser injetado na economia local, continua a pesar no sentimento dos investidores. 

Com nove cotadas em queda, oito em alta e uma a fechar na linha de água, o destaque vai para a queda do grupo EDP, com a empresa liderada por Miguel Stiwell d'Andrade a desvalorizar 0,48% para os 4,393 euros por ação, enquanto que a EDP Renováveis caiu 3,01% para os 16,10 euros.

Em queda estiveram também o BCP (-1,16%), que se aproximou novamente de mínimos históricos abaixo dos 8 cêntimos por ação. Hoje, vários bancos europeus apresentaram resultados, sendo que o espanhol Bankinter - com operações em Portugal - mostoru uma queda homóloga de 50% nos lucros, devido à pandemia. No retalho, a Jerónimo Martins perdeu 1,34% para os 14,375 euros.

Em contraciclo esteve a Sonae Capital, que hoje terminou a sessão com um ganho de 10% para os 77 cêntimos por ação, o que representa um máximo desde fevereiro. Este novo valor alcançado iguala a revisão da contrapartida da oferta pública de aquisição (OPA) anunciada ontem pela Efanor.

A subir estiveram também a Galp, com um ganho de 1,88% para os 8,919 euros por ação, e a Mota-Engil, que valorizou 2,45% para os 1,170 euros, num dia em que o preço do petróleo subiu.
Ver comentários
Saber mais BCP BCP economia negócios e finanças mercado e câmbios EDP e Jerónimo Martins bolsa mercado de dívida macroeconomia
Outras Notícias