Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

BCP, EDP e JM sobem mais de 1% e animam bolsa

A bolsa nacional fechou a subir, sustentada pelos ganhos superiores a 1% do BCP, Jerónimo Martins e EDP. Na Europa o dia foi de ganhos, com os investidores a aplaudirem a escolha de Lagarde para liderar o BCE.

bolsa mercados euronext
Miguel Baltazar
Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 03 de Julho de 2019 às 16:42
  • Assine já 1€/1 mês
  • 9
  • ...

A bolsa nacional fechou a subir, a acompanhar a tendência de ganhos observada um pouco por toda a Europa. A contribuir para os ganhos esteve a escolha de Christine Lagarde para assumir a presidência do Banco Central Europeu (BCE), o que está a gerar otimismo entre os investidores, uma vez que a responsável é defensora do apoio dos bancos centrais ao crescimento da economia, pelo que é esperado que a responsável reforce a política de estímulos da autoridade monetária do euro.

 

A contribuir para a evolução esteve também os desenvolvimentos em torno da situação orçamental de Itália. Depois de Roma apresentar novas medidas que permitem que o défice orçamental se situe nos 2,04% do PIB este ano, Bruxelas decidiu suspender o procedimento por défices excessivos, o que significa que Itália conseguiu evitar sanções.

 

Esta conjuntura animou a negociação na Europa e Lisboa acompanhou a tendência. O PSI-20 subiu 0,62% para 5.180,84 pontos, com 12 cotadas em alta, três em queda e três inalteradas. 

 

Destaque para o BCP, que apreciou 2,19% para 0,2805 euros, atingindo um máximo de junho de 2018, depois de ter sido alvo de uma nova nota de análise, com o Jeffries a rever em alta a avaliação do banco para 0,32 euros.

A contribuir para a subida da bolsa estiveram também os ganhos do grupo EDP e da Jerónimo Martins, ambas com subidas superiores a 1,5%.

A elétrica liderada por António Mexia apreciou 1,5% para 3,446 euros, enquanto a EDP Renováveis subiu 1,57% para 9,03 euros.

Já a Jerónimo Martins, que ontem registou uma forte queda depois de ter sido revelado que a Polónia vai avançar com a aplicação de um imposto sobre as receitas geradas pelo setor do retalho, recuperou parte da descida, fechando com uma subida de 1,52% para 14,00 euros.

Do lado oposto e a travar uma subida mais pronunciada da bolsa esteve a Galp Energia ao perder 2,46% para 13,28 euros. Bem como o setor do papel, com a Navigator a ceder 1,23% para 3,37 euros e a Altri a cair 1,69% para 6,095 euros. 

Ver comentários
Saber mais bolsa nacional PSI-20 BCP
Mais lidas
Outras Notícias