Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

BCP perto de mínimos de quatro meses arrasta PSI-20 para quedas

A bolsa nacional desvaloriza pela quarta sessão consecutiva, naquele que é o maior ciclo de perdas em cerca de um mês. Lá fora, as principais praças europeias também não escapam às quedas.

A carregar o vídeo ...
Gonçalo Almeida goncaloalmeida@negocios.pt 15 de Setembro de 2020 às 08:15
  • Assine já 1€/1 mês
  • 6
  • ...
O índice PSI-20 abriu a sessão desta terça-feira a desvalorizar 0,30% para os 4.274,19 pontos, acompanhando o ritmo das restantes bolsas europeias, apesar dos dados económicos positivos vindo da China.

Assim, a bolsa portuguesa perde pela quarta sessão consecutiva, o que representa a maior sequência de quedas desde meados de agosto. 

Hoje, o BCP recua 0,98% para os 9,13 cêntimos por ação, muito perto de atingir um mínimo desde 22 de maio deste ano, quando a sua cotação valia 9 cêntimos.

Para além da queda do banco liderado por Miguel Maya, também a petrolífera Galp assume uma desvalorização de 0,30% para os 8,826 euros por ação, num dia em que os preços do petróleo negoceiam ainda sem tendência firme definida.

A retalhista Jerónimo Martins desvaloriza 1,18% para os 13,77 euros por ação.

No grupo EDP, a casa-mãe vai ganhando 0,14% para os 4,230 euros por ação, enquanto que a EDP Renováveis avança 0,43% para os 14,12 euros.

No resto da Europa o sentimento é igualmente negativo, com os investidores de olho já na reunião de política monetária da Reserva Federal dos Estados Unidos, marcada para amanhã. 

Hoje, a China mostrou dados positivos em relação às vendas a retalho e produção industrial de agosto. Já no Reino Unido, os dados referentes ao emprego mostraram um crescimento no número de desempregados no segundo trimestre deste ano, com a taxa de desemprego a situar-se nos 4,1%, em linha com as expectativas.
Ver comentários
Saber mais BCP China economia negócios e finanças mercado e câmbios macroeconomia
Mais lidas
Outras Notícias