Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

BCP e EDP Renováveis conduzem PSI-20 à maior queda do último mês

A bolsa nacional registou a maior descida desde o dia 7 de Abril, acompanhando a tendência negativa das principais praças europeias. Por cá, o BCP afundou mais de 5% e foi a cotada que mais penalizou o índice nacional.

Bruno Simão/Negócios
Rita Faria afaria@negocios.pt 03 de Maio de 2016 às 16:46
  • Assine já 1€/1 mês
  • 5
  • ...

A bolsa nacional encerrou em queda esta terça-feira, 3 de Maio, com o PSI-20 a descer 1,65% para 5.002,52 pontos, a maior desvalorização desde 7 de Abril. Das 18 empresas que formam o principal índice nacional, 15 encerraram em queda, duas em alta e uma inalterada.

Na Europa, a tendência é igualmente negativa, com a maioria dos índices a caírem mais de 1,5%. As empresas produtoras de matérias-primas são as que mais pressionam, juntamente com o sector financeiro, depois de o Commerzbank, UBS e HSBC terem apresentado os seus resultados do primeiro trimestre, que ficaram aquém das estimativas dos analistas.

O índice de referência para a Europa, o Stoxx600, perde 1,49% para 336,16 pontos.

Na bolsa nacional, o BCP e a EDP Renováveis foram as empresas que mais pressionaram o PSI-20. O banco liderado por Nuno Amado afundou 5,36% para 3,71 cêntimos depois de ter revelado ontem que os seus lucros desceram 23,7% nos primeiros três meses deste ano para 46,7 milhões de euros.

Apesar da quebra, os resultados ficaram acima do esperado. Os analistas consultados pela Reuters apontavam para lucros de 39 milhões de euros.

Ainda na banca, o BPI subiu 1% para 1,107 euros e o fundo do Montepio encerrou inalterado em 57,9 cêntimos.

Já a EDP Renováveis, que apresenta os seus resultados esta quarta-feira antes da abertura do mercado, perdeu 2,28% para 6,70 euros.

No mesmo dia, depois do fecho do mercado, é a vez de a EDP divulgar as suas contas. Os analistas do CaixaBI estimam que a empresa liderada por António Mexia tenha obtido lucros de 239 milhões de euros nos primeiros três meses de 2016, o que representa uma subida de 1% relativamente ao resultado líquido apresentado no período homólogo.

Os títulos da eléctrica recuaram 0,48% para 3,138 euros.

Ainda na energia, a Galp desvalorizou 1,12% para 11,915 euros, num dia em que o petróleo desvaloriza mais de 2% nos mercados internacionais.  

A pressionar o PSI-20 estiveram também as cotadas do sector da pasta e do papel. A Semapa recuou 3,3% para 10,84 euros, a Altri deslizou 2,4% para 3,37 euros e a Navigator perdeu 2,99% para 2,922 euros. Isto no dia em que a fábrica de papel tissue do grupo The Navigator Company, ex-Portucel/Soporcel, em Vila Velha de Ródão, distrito de Castelo Branco, está a ser atingida por um incêndio desde as 14:05. 

Ver comentários
Saber mais bolsa nacional PSI-20 BCP EDP EDP Renováveis bolsas mercados Europa
Outras Notícias