Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

BCP, Galp e EDP colocam bolsa em alta

A praça de Lisboa mantém a tendência positiva registada na abertura, impulsionada essencialmente pelo Banco Comercial Português, Galp Energia e Energias de Portugal. O PSI-20 aprecia 0,28% numa sessão em que já duas empresas tocaram novos máximos.

Ana Filipa Rego arego@negocios.pt 11 de Novembro de 2009 às 12:17
  • Partilhar artigo
  • ...
A praça de Lisboa mantém a tendência positiva registada na abertura, impulsionada essencialmente pelo Banco Comercial Português, Galp Energia e Energias de Portugal. O PSI-20 apreciava 0,28% numa sessão em que já duas empresas tocaram novos máximos.

O principal índice da bolsa nacional (PSI-20) negoceia nos 8.538,55 pontos, com 13 acções em alta, seis a cair e uma inalterada. Os principais índices europeus também transaccionam em terreno positivo, com ganhos superiores a 1%, animados por resultados acima das expectativas por parte de algumas empresas.

Por cá, o BCP, que divulga hoje resultados depois do fecho da bolsa, é o título que mais impulsiona com uma valorização de 1,06% para os 0,951 euros. As estimativas dos analistas contactados ela agência Reuters apontam para que o banco revele lucros de 181,9 milhões de euros, o que representa uma subida de 28%.

A animar está outra empresa que também revela hoje resultados. A petrolífera soma 0,86% para 12,315 euros. O Millennium investment banking (IB) prevê que a empresa obtenha lucros de 63 milhões de euros, no terceiro trimestre, um valor que corresponde a uma quebra de 54,7% face ao mesmo período de 2008.

No sector energético, a Energias de Portugal (EDP) ganha 0,58% para os 3,103 euros, enquanto a EDP Renováveis aprecia 0,24% para os 6,726 euros. O Exane BNP Paribas desceu o preço-alvo para as acções da empresa de energias verdes de 8,30 euros para 7,70 euros, mantendo a recomendação de “neutral”.

A Redes Energéticas Nacionais (REN) soma 0,37% para 2,995 euros.

A Jerónimo Martins também contribui para o comportamento positivo da bolsa nacional. A retalhista que realizou ontem o seu “Dia do Investidor” viu hoje o BPI aumentar o seu preço-alvo em 9% para os 6,75 euros, enquanto a recomendação foi revista em baixa de “acumular” para “manter”.

As acções sobem 0,46% para os 6,53 euros. A empresa liderada por Luís Palha da Silva atingiu o valor mais elevado desde Setembro de 2008 nos 6,588 euros.

A travar maiores ganhos está a Portugal Telecom que desliza 0,69% para 8,044 euros. A operadora de telecomunicações já negociou nos 8,23 euros, um máximo desde Maio do ano passado.

Veja também:

As cotações de todas as acções da Bolsa portuguesa

O resumo do dia do índice PSI-20

As maiores subidas e maiores descidas do PSI-20

Os preços-alvo para as cotadas portuguesas

As estatísticas das acções portuguesas

A análise técnica de todas as cotadas portuguesas

A evolução de todos os fundos comercializados em Portugal

Ver comentários
Outras Notícias