Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

BCP impede bolsa de acompanhar ganhos europeus

A bolsa nacional seguia com perdas ligeiras pressionada essencialmente pelo Banco Comercial Português. O PSI-20 deslizava 0,06% com a Energia de Portugal a travar perdas maiores.

Paulo Moutinho 23 de Junho de 2006 às 12:35
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A bolsa nacional seguia com perdas ligeiras pressionada essencialmente pelo Banco Comercial Português. O PSI-20 deslizava 0,06% com a Energia de Portugal a travar perdas maiores.

O principal índice da bolsa nacional [psi20] cotava nos 9.419,91 pontos, com 11 das vinte cotadas que o compõem a descer, oito a subir e uma inalteradas. Nas restantes praças europeias o dia era de ganhos, com a especulação de que a onda de fusões e aquisições vai continuar a «animar» o mercado.

Na Euronext Lisbon, os títulos da banca seguiam a negociar em queda. O Banco Espírito Santo [besnn] perdia 0,29% para os 10,42 euros, enquanto que o Banco BPI [bpin] descia 0,34% para os 5,81 euros.

O Banco Comercial Português [bcp], que lançou a OPA sobre o BPI, desvalorizava 0,44% para os 2,25 euros. Ontem ao final do dia, o banco liderado por Paulo Teixeira Pinto tornou pública a sua disponibilidade para alienar a participação que detém na ONI, afirmando que «no âmbito desse processo, vir também, e em condições adequada s à salvaguarda dos seus interesses patrimoniais, a alienar a sua participação na ONI SGPS».

O anúncio do maior banco privado português surgiu após a Energias de Portugal [edp] ter afirmado, ontem, que o Conselho de Administração da eléctrica decidiu pedir à Comissão Executiva, liderada por António Mexia, para iniciar o processo de venda da operadora de telecomunicações ONI.

Em comunicado enviado à CMVM, a EDP anunciou que «o Conselho de Administração da EDP, em reunião realizada hoje, deliberou mandatar a Comissão Executiva para iniciar um processo tendente à eventual alienação da participação accionista de 56,61% detida pelo Grupo EDP na Oni SGPS».

Na sessão de hoje, os títulos eléctrica ganhavam 0,69% para os 2,93 euros, em reacção também ao anúncio do empresário luso-chinês Stanley Ho, que revelou ontem em entrevista à agência Lusa, que quer aumentar a sua participação na EDP dos actuais «cerca de 3 para 10%» do capital social da empresa.

A Portugal Telecom [ptc], que ontem terminou a sessão a subir mais de 1% e que iniciou a negociação de hoje a valorizar, subia 0,21% para os 9,53 euros, o valor oferecido pela OPA da Sonaecom. A empresa liderada por Paulo Azevedo ganhava 1,16% para os 4,35 euros, com os investidores a acreditarem que a operação de aquisição vai ser bem sucedida.

Nos «media», a Cofina [cofi] voltava a registar uma subida de 3,43% para os 3,62 euros e a Media Capital, que vai abandonar o PSI-20 na próxima revisão ordinário do índice avançava 0,63% par aos 8,05 euros. A Impresa descia 0,23% para os 4,29 euros.

Fora do PSI-20, a Portucel ganhava 1,83% para os 2,23 euros, depois de ontem o Governo ter aprovado hoje os termos gerais de privatização da empresa, operação em que o Estado vai vender a totalidade do capital que detém na empresa de pasta e papel e que é 25,72%.

Ver comentários
Outras Notícias