Bolsa Benfica valoriza quase 4% após proposta de 126 milhões por João Félix

Benfica valoriza quase 4% após proposta de 126 milhões por João Félix

A transferência de João Félix está mais próxima, já que o valor oferecido pelo Atlético de Madrid corresponde à cláusula de rescisão.
Benfica valoriza quase 4% após proposta de 126 milhões por João Félix
Nuno Carregueiro 27 de junho de 2019 às 08:36

As ações do Benfica estão a reagir em alta ao anúncio oficial de que o Atlético de Madrid pretende pagar a cláusula de rescisão para ficar com o avançado João Félix.

 

Os títulos sobem 3,63% para 3,14 euros, sendo que logo nos primeiros minutos da sessão foram transacionadas 12 mil ações, já acima da média diária dos últimos seis meses de 8.251 títulos.

 

A SAD encarnada já tem vindo a beneficiar com a especulação de que iria receber 120 milhões pelo passe do jovem avançado, mas só ontem à noite foi oficializado o negócio. O Benfica SAD emitiu um comunicado na CMVM a informar que o Atlético de Madrid apresentou uma proposta no valor de 126 milhões de euros pelo avançado, a serem pagos em prestações, que está a ser analisada pelo Benfica.

 

Caso a Benfica SAD aceite a proposta apresentada, o valor líquido a receber do Atlético de Madrid na data da transferência dos direitos desportivos ascenderá a 120 milhões de euros.

 

A perspetiva de concretizar este negócio tinha já levado as ações da SAD do Benfica a disparar em várias sessões recentes, com os títulos a atingirem máximos desde 2010. Esse pico foi fixado nos 3,15 euros, pelo que as ações estão de novo muito perto de atingir este patamar.

 

No acumulado do ano a SAD encarnada acumula ganhos de 85,8%, o que representa o melhor desempenho entre todas as cotadas portuguesas. A capitalização bolsista está nos 72,2 milhões de euros, valor que se situa bem abaixo do montante que pode vir a encaixar com a venda de Félix.

 

Caso a proposta se concretize, o avançado de 19 anos deverá ir para Madrid ganhar sete milhões de euros líquidos por ano, ou seja, 19 mil euros por dia.

 

Maior transferência de sempre do futebol português

 

A confirmarem-se estes valores, a transferência de João Félix, de 19 anos, será a mais cara de sempre de um futebolista português, acima dos 100 milhões que Cristiano Ronaldo custou à Juventus em 2018/19, e mais do que duplica o maior encaixe de um clube luso, ou seja, os 50 milhões que o Real Madrid pagou ao FC Porto pelo defesa brasileiro Éder Militão, já em 2019.

 

O negócio entra também para o 'top-5' dos mais volumosos da história do futebol, igualando os 120 milhões pagos pelo FC Barcelona ao Liverpool por Philippe Coutinho, embora as variáveis previstas possam elevar a transferência do brasileiro aos 160 milhões.

 

No topo da tabela continua o brasileiro Neymar, que levou o Paris Saint-Germain a acionar a cláusula de rescisão de 222 milhões do contrato com o FC Barcelona.

 

Na mesma temporada, os parisienses contrataram o francês Kylian Mbappé ao Mónaco, mas através de um empréstimo com obrigação de compra no final da época, por 145 milhões de euros, mais 35 em variáveis.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI