Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

BES e BPI somam mais de 4% e levam PSI-20 para valor mais alto desde Julho de 2011

A banca está a negociar em valores que não eram registados há mais de dois anos. A Bolsa de Lisboa também segue em alta e lidera os avanços na Europa.

Diogo Cavaleiro diogocavaleiro@negocios.pt 17 de Fevereiro de 2014 às 12:39
  • Partilhar artigo
  • 100
  • ...

Depois de um início de sessão negativo, o índice de referência da bolsa nacional está a intensificar os ganhos. O BES e o BPI, com subidas acima de 4%, são as empresas que justificam o avanço.

 

O PSI-20 está a ganhar 1,36% para os 7.229,37 pontos. É o terceiro dia consecutivo de valorizações. O índice está mesmo no valor mais elevado desde Julho de 2011, há dois anos e meio. Lisboa lidera os ganhos numa Europa mista. O Stoxx Europe 600 soma 0,42% mas praças como Paris, Milão e Atenas cedem terreno.

 

Em Lisboa, a banca é o sector que mais impulsiona, num dia de forte queda dos juros da dívida portuguesa. O Negócios avança hoje que o dinheiro da troika dedicada à banca ficará retido praticamente até ao final do ano, mesmo depois da saída da troika. O sector teve um prejuízo combinado líquido de 2,13 mil milhões de euros.

 

O BES, o último apresentar os resultados de 2013 no privado, está a disparar 4,18% para negociar nos 1,346 euros. A cotação da instituição liderada por Ricardo Salgado, que anunciou na sexta-feira que ficou com 87,5% do capital do Banque Espírito Santo et de la Vénétie, é a mais elevada desde Setembro de 2011.

 

O BPI também está a marcar uma forte valorização, ao ganhar 4,78% para transaccionar nos 1,665 euros por acção, um valor a que não negociava desde Abril de 2010.


Ainda no sector financeiro, o BCP está a somar 1,11% para os 19,2 cêntimos. O Banif segue inalterado nos 1,17 cêntimos.

 

PT e Zon em forte alta

 

Noutros sectores, as telecomunicações também estão em alta. A Portugal Telecom soma 1,83% para os 3,395 euros. Já a Zon Optimus negoceia nos 5,452 euros, com um ganho de 1,41%. A Sonaecom (que pretende adquirir o capital disperso pelos minoritários) desliza 2,85% para os 2,487 euros.

 

Num dia de oscilações pouco significativas no mercado petrolífero internacional, a Galp Energia soma 1,98%. Cada acção está a negociar nos 11,855 euros. Já a EDP avança 0,48% para os 2,94 euros ao passo que a Renováveis desvaloriza-se 0,83% e segue nos 4,562 euros.

 

 

 

Ver comentários
Saber mais BES BPI Euronext Bolsa de Lisboa
Outras Notícias