Bolsa BES: Sinergias irão concentrar atenções da Zon e Optimus no curto prazo

BES: Sinergias irão concentrar atenções da Zon e Optimus no curto prazo

Os analistas acreditam que a fusão da Zon e da Sonaecom irá ser marcada pelo foco na integração das duas empresas, no curto prazo, de forma a alcançarem o máximo de sinergias. Só mais tarde deverão ser dados passos no sentido de uma expansão internacional.
BES: Sinergias irão concentrar atenções da Zon e Optimus no curto prazo
Pedro Elias/Negócios
Hugo Paula 27 de agosto de 2013 às 10:01

A aprovação da fusão entre a Zon e a Sonaecom não surpreendeu os analistas. O BES Investimento (BESI) afirmam que foram acrescentados “apenas alguns detalhes adicionais” que não terão impacto nos benefícios da operação.

 

O BPI Equity Research nota que “estão pendentes apenas algumas formalidades para materializar a fusão” e o BESI lembra que a gestão das duas empresas afirmou, nas respectivas apresentações de resultados do segundo trimestre, que “o processo poderá estar terminado no final de Agosto ou início de Setembro”.

 

No que diz respeito à possibilidade de expansão das duas empresas para novos mercados, aberta por fonte ligada a Isabel dos Santos, “não é clara a abrangência em termos de geografias e de dimensão do investimento”, afirma o BPI Equity Research.

 

Já o BESI diz acreditar que “estes planos podem ser de longo prazo por natureza”, sendo que no curto prazo as atenções da gestão “deverão focar-se numa integração bem sucedida da fusão, de forma a maximizar o potencial de sinergias da operação.”

 

Os títulos das duas operadoras estão a negociar em baixa depois de a Autoridade da Concorrência ter aprovado a fusão, após o encerramento do mercado. O conjunto de cotadas do sector representadas no índice Europeu DJ Stoxx 600 também perde território ao recuar 0,97%.

 

Os títulos da Sonaecom depreciam 1,54% para 1,79 euros por acção e a Zon perde 1,18% para 4,18 euros. Já o desempenho acumulado desde o início do ano contrasta, com a Zon Multimédia a progredir cerca de 41% e a Sonaecom a avançar 21%. O sector das telecomunicações europeu ascendeu 22%, no mesmo período.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI