Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

BlackRock: investidores trocam acções por activos menos líquidos

Um inquérito realizado pela BlackRock junto de clientes institucionais conclui que cerca de um terço dos investidores pretende diminuir a sua exposição às acções, face à actual volatilidade no mercado.

Bloomberg
Patrícia Abreu pabreu@negocios.pt 26 de Janeiro de 2016 às 11:52
  • Partilhar artigo
  • ...

O clima de instabilidade nos mercados accionistas está a levar os investidores a procurarem alternativas às acções em activos menos líquidos. De acordo com a BlackRock, os investidores estão a reforçar a aposta em imobiliário e crédito privado, na tentativa de obter retornos e protecção face à volatilidade no mercado.


Mais de metade de 170 clientes institucionais da BlackRock demonstraram que estão a planear aumentar as suas posições nestes activos com menor liquidez, conclui um inquérito realizado pela gestora norte-americana publicado esta semana. O mesmo estudo concluiu que, em termos globais, os investidores estão a desinvestir em acções, com cerca de um terço a antecipar diminuir o investimento.


Estas apostas em activos menos tradicionais procuram compensar o ambiente de baixas taxas de juro, bem como fugir à instabilidade nos mercados financeiros, em resultado da crise na China e da queda abrupta das cotações do petróleo.


"Muitos investidores estão a olhar para activos ilíquidos para se isolarem da volatilidade do mercado", explicou Mark McCombe, director-geral sénior e responsável global pelo negócio com clientes institucionais da BlackRock, citado pela Bloomberg.


As bolsas mundiais registaram quebras muito acentuadas nas primeiras sessões do ano, com os investidores a fugirem das acções perante os receios de uma travagem mais brusca na economia chinesa. Além da crise na China, a descida do petróleo também tem contribuído para aumentar o pessimismo nos mercados, com muitos fundos soberanos a reduzirem as suas posições para compensar a quebra das receitas.


A expectativa em torno do anúncio de mais estímulos na Europa sustentou uma recuperação nas acções mundiais nas duas últimas sessões da semana passada. Contudo, as bolsas mundiais regressaram esta semana às quedas.


De acordo com a BlackRock, o desinvestimento nas acções é mais evidente nos EUA e no Canadá, enquanto os clientes europeus também estão a considerar reduzir a aposta em fundos de cobertura de risco.

Ver comentários
Saber mais bolsas BlackRock acções imobiliário crédito volatilidade China investidores institucionais
Outras Notícias