Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bolsa cai arrastada pela descida da Jerónimo Martins

A bolsa nacional ainda iniciou a sessão em alta, mas houve uma inversão de tendência da Jerónimo Martins, depois de ter sido noticiado que a Polónia quer impor um novo imposto sobre o retalho a partir de 1 de setembro.

A carregar o vídeo ...
Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 02 de Julho de 2019 às 08:17
  • Assine já 1€/1 mês
  • 11
  • ...

As bolsas europeias iniciaram a sessão a subir, ainda a beneficiar de um alívio de pressão devido à guerra comercial entre os EUA e a China. O anúncio de tréguas entre os dois países, com a implementação de novas tarifas a ser suspensa, animou os investidores, que já ontem elevaram as bolsas mundiais. 

A travar o entusiasmo está a ameaça de novas tarifas comerciais dos EUA sobre importações da União Europeia. Os EUA deverão avançar com tarifas adicionais sobre bens importados da União Europeia, no valor de cerca de quatro mil milhões de dólares e que incluem produtos como azeitonas, queijo italiano ou uísque escocês. Este conjunto de produtos junta-se à lista anunciada em abril, e que era composta por produtos cujas importações estavam avaliadas em 21 mil milhões de dólares. Este fator está a travar o entusiasmo dos investidores, ainda que as bolsas continuem a negociar no verde. 

O PSI-20 ainda iniciou a sessão a subir e a acompanhar a tendência das congéneres europeias, mas uma notícia sobre o mercado polaco está a pressionar a Jerónimo Martins e a ditar a descida do índice de 0,22% para 5.177,01 pontos, com 14 cotadas em alta, uma em queda e três inlateradas. 

A contribuir para a descida da bolsa está a Jerónimo Martins ao descer 2,85% para 14,13 euros, depois de ter sido noticiado que a Polónia quer impor novo imposto sobre o retalho a partir de 1 de setembro. 

Do lado oposto está a Navigator, ao subir 1,17% para 3,450 euros, no dia em que foi alvo de uma nota de análise por parte da Kepler Cheuvreux, que iniciou a cobertura da Navigator, com a avaliação a dar à ações um potencial de 17%.

Ver comentários
Saber mais bolsa PSI-20
Mais lidas
Outras Notícias