A carregar o vídeo ...
Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bolsa de Lisboa segue em terreno negativo pressionada pelo BCP e Jerónimo Martins

Também a EDP, Nos e CTT estão a contribuir para a desvalorização do PSI-20. Já a EDP Renováveis é a única cotada a negociar em alta no PSI-20, um dia antes de apresentar os seus resultados trimestrais, com os analistas à espera de um aumento de 3% nos lucros.

Bruno Simão/Negócios
  • Assine já 1€/1 mês
  • 38
  • ...

A bolsa de Lisboa inverteu a tendência positiva de abertura e segue a recuar 0,66% para 6.161,93 pontos com uma cotada em alta, 13 em baixa e uma inalterada.

 

A empurrar o PSI-20 está o BCP que desce 1,72% para 9,13 cêntimos. Esta descida acontece depois do BCP ter regressado aos lucros trimestrais nos primeiros três meses deste ano, com o banco liderado por Nuno Amado a registar lucros de 70,4 milhões de euros.

 

A Jerónimo Martins também está a contribuir para esta desvalorização e perde 1,35% para 13,18 euros. Também no retalho, a Sonae desce 0,70% para 1,269 euros.

 

A EDP Renováveis é a única cotada a negociar em alta no PSI-20 e está a subir 0,33% para 6,40 euros, um dia antes de apresentar os seus resultados trimestrais com o CaixaBI a esperar uma subida de 3% dos lucros para 68 milhões de euros.

 

Destaque também para a descida dos CTT (menos 0,72% para 10,30 euros) e da Nos (menos 0,53% para 6,55 euros).

 

Na banca, o BPI recua 0,28% para 1,446 euros, enquanto o Banif permanece inalterado.

 

Na energia, a EDP recua 0,77% para 3,586 euros e a REN desce 0,28% para 2,836 euros. A Galp permanece inalterada nos 12,085 euros.

 

Já a PT SGPS permanece inalterada, um dia depois de ter recuado 1,75% no PSI-20, na que foi a primeira sessão após apresentar prejuízos de 289,3 milhões de euros em 2014, devido à desvalorização das acções da Oi.

 

A Impresa segue a liderar as perdas e desce 4,53% para 90,6 cêntimos, um dia depois de ter apresentado perdas de 2,8 milhões de euros no primeiro trimestre, um valor que contrasta com o resultado líquido positivo de 1,2 milhões de euros em igual período de 2014.

 

Lá fora, as praças europeias seguem a negociar em tendência mista. O índice Stoxx 600 segue a valorizar 0,35% impulsionado pelas cotadas do sector das comunicações (0,83%), alimentação (0,69%) e imobiliário (0,62%).

 

Já Londres segue em terreno positivo (0,58%), enquanto Madrid (0,43%), Paris (0,40%) e Frankfurt (0,23%) seguem a desvalorizar.

Ver comentários
Saber mais Lisboa BCP EDP Renováveis economia negócios e finanças mercado e câmbios bolsa
Outras Notícias