Bolsa Bolsa de Lisboa afasta-se de mínimos em dia de recuperação na Europa

Bolsa de Lisboa afasta-se de mínimos em dia de recuperação na Europa

Depois de tocar o valor mais baixo desde Fevereiro de 2017, o índice nacional está a subir na última sessão da semana. Isto depois de as praças norte-americanas terem conseguido recuperar ontem na última hora de negociação.
A carregar o vídeo ...
Rita Atalaia 28 de dezembro de 2018 às 08:08
A bolsa de Lisboa arrancou a última sessão da semana no verde, afastando-se de um mínimo de 20 meses alcançado na quinta-feira. A praça portuguesa segue assim a tendência das restantes praças europeias, assim como de Wall Street, que têm registado uma elevada volatilidade. 

O PSI-20 está a subir 0,72% para 4.620,58 pontos, com 12 cotadas em alta, três a recuar e três inalteradas. Isto depois de ter tocado o valor mais baixo desde Fevereiro de 2017 na sessão anterior, levando o índice de referência nacional a entrar em "bear market", com uma queda acumulada superior a 21% face ao máximo do ano. 

Na Europa, a tendência também deverá ser de subida, à boleia da recuperação dos principais índices bolsistas dos EUA na última hora de negociação. Wall Street esteve em terreno negativo ao longo do dia, pressionado por novos indicadores preocupantes para a maior economia do mundo, mas conseguiu fechar com ganhos perto de 1%. Isto depois de, na quarta-feira, ter registado a melhor sessão em três anos.

Os receios em torno da desaceleração económica mundial, da subida de juros da Reserva Federal dos EUA, das tensões comerciais (especialmente entre os EUA e a China) e da paralisação ("shutdown") parcial dos serviços federais norte-americanos têm contribuído para o pessimismo dos investidores. 

Em Lisboa, destaque para a valorização da Galp Energia. A empresa liderada por Carlos Gomes da Silva está a subir 1,19% para 13,64 euros, num dia de ganhos expressivos dos preços do petróleo. O Brent, em Londres, está a avançar 2,07% para 53,24 dólares por barril. 

A contribuir para o bom desempenho do PSI-20 segue ainda o BCP, a avançar 1,13% para 22,37 cêntimos. Isto ao mesmo tempo que a EDP soma 0,75% para 2,942 euros. 

No retalho, a Jerónimo Martins sobe 0,49% para 10,17 euros e a Sonae ganha 0,64% para 78,9 cêntimos. "O setor do retalho (Sonae e Jerónimo Martins) poderá hoje captar parte das atenções, já que a meio da manhã serão conhecidas as vendas a retalho durante o mês de novembro, com as estimativas (segundo a agência Bloomberg) a apontarem para um comportamento mensal favorável na ordem dos 2,30%", referem os analistas do BPI. 

Entre as papeleiras, a Altri avança 1,64% para 5,57 euros, a Semapa ganha 0,31% para 13 euros e a Navigator valoriza 0,81% para 3,498 euros.                                                                                                                                                                                            

(Notícia actualizada às 8:14 com mais informação)



pub

Marketing Automation certified by E-GOI