Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bolsa de Lisboa em alta pela terceira sessão

O PSI-20 abriu o dia a valorizar, em linha com o sentimento no resto das pares europeias.

A carregar o vídeo ...
Paulo Zacarias Gomes paulozgomes@negocios.pt 12 de Setembro de 2017 às 08:08
  • Assine já 1€/1 mês
  • 30
  • ...
A praça portuguesa iniciou as negociações desta terça-feira, 12 de Setembro, em terreno positivo, a valorizar 0,33% para 5.123,84 pontos, com a terceira sessão consecutiva de ganhos e em linha com as restantes praças europeias.

Entre as valorizações do índice está o BCP. Depois da queda de mais de 4% desta segunda-feira, os títulos do banco privado avançam 3,52% para 0,209 euros. Ontem foi conhecido que a Fosun já detém mais de 25% da instituição.

Os CTT avançam 0,24% para 5,07 euros, enquanto a Galp ganha 0,21% para 14,215 euros. Entre as maiores subidas encontra-se a Pharol, que soma 2,3% para 0,312 euros.

No sector industrial, a Semapa soma 2,07% para 15,25 euros, ao passo que a Altri recua 0,53% para 3,738 euros. A Corticeira Amorim valoriza 0,22% para 11,45 euros na sequência da compra, por três milhões de euros, da francesa S.A.S. Sodiliège. 

Do lado das perdas estão a EDP Renováveis (-0,04% para 6,994 euros) e a Jerónimo Martins (a descer 0,21% para 16,605 euros).

Nota, nesta sessão, para a suspensão da negociação das unidades de participação do Montepio, no âmbito dos resultados da OPA da associação mutualista conhecidos ontem. Os títulos tinham encerrado a sessão de segunda-feira inalterados, a valer um euro cada.

Assim, o PSI-20, já reduzido até agora a 19 cotadas, passa a ter apenas 18 títulos em negociação.

Entre as praças europeias, Madrid e Frankfurt lideram os ganhos, ainda assim com valorizações abaixo de 0,5%, depois de uma sessão no verde na Ásia - o índice MSCI para acções da Ásia Pacífico, excluindo o Japão, tocou máximos de quase dez anos - com os investidores optimistas quanto aos resultados das cotadas chinesas no terceiro trimestre.

A beneficiar as transacções a nível internacional está ainda a relativa acalmia nas tensões com a Coreia do Norte - apesar da aprovação do endurecimento das sanções por parte do Conselho de Segurança das Nações Unidas -, bem com a redução da intensidade do furacão Irma, agora uma tempestade tropical, que poderá não ter causado tantos danos quanto o inicialmente esperado.

A marcar o dia nos mercados estará a apresentação, esta terça-feira, do novo modelo iPhone da Apple, com implicação potencial não apenas nas acções da empresa, mas também nos títulos de muitos fornecedores e concorrentes.

(Notícia actualizada às 8:42 com mais informação)
Ver comentários
Saber mais PSI-20 bolsa nacional Europa
Mais lidas
Outras Notícias