Bolsa Bolsa nacional cai 1,08% pressionada pelo BCP

Bolsa nacional cai 1,08% pressionada pelo BCP

A praça lisboeta encerrou a última sessão desta semana a recuar mais de 1%, numa sessão em que os títulos que mais penalizaram foram o BCP, com uma queda superior a 3,5%, a EDP Renováveis, que deslizou 2%, e a Nos, que cedeu perto de 2%.
A carregar o vídeo ...
David Santiago 24 de março de 2016 às 16:49

O PSI-20 encerrou a sessão bolsista desta quinta-feira a perder 1,08% para 5.098,14 pontos, com 12 cotadas a negociar em queda e seis em alta. Foi a segunda sessão consecutiva da bolsa nacional a negociar em terreno negativo, isto num dia em que se registaram quedas na generalidade das principais praças europeias. Esta foi a última sessão bolsista desta semana na Europa, visto que esta sexta-feira se celebra a Sexta-feira Santa.

 

Também por este motivo, esta quinta-feira o volume de transacções de títulos bolsistas foi menor do que o habitual. No índice de referência europeu, o Stoxx 600, trocaram de mãos menos cerca de 29% do que a média diária dos últimos 30 dias. 

Com uma queda de 3,60% para 0,0428 euros, o BCP foi o título que mais contribuiu para a performance negativa da bolsa lisboeta nesta última sessão da semana. Isto huma altura em que o banco liderado por Nuno Amado está a negociar a venda do ActivoBank com o fundo Cabot Square Capital, depois de retirar o Banco Atlântico Europa da corrida. Isto no dia seguinte ao antigo presidente da Associação Portuguesa de Bancos, João Salgueiro, ter revelado, no programa "Negócios da Semana" da SIC Notícias, que as instâncias europeias pressionaram o BCP a não reforçar o capital africano no banco. A intervenção terá sido feita através de um telefonema, o que levou o primeiro-ministro António Costa a agir.

Também a pressionar esteve a EDP Renováveis que cedeu 2,01% 6,728 euros e a Nos que deslizou 1,93% para 5,883 euros.

 

De regresso ao sector financeiro, o BPI caiu 0,69% para 1,291 euros.

Já a Galp Energia deslizou 1% para 10,94 euros, acompanhando assim a queda do preço do petróleo que ao longo do dia chegou a cair quase 2%, encaminhando-se assim para fechar esta semana no vermelho. Nesta altura o Brent do Mar do Norte, negociado em Londres e utilizado como valor de referência para as importações nacionais, está a cair 0,62% para 40,22 dólares por barril.

Nota negativa também para os CTT que perderam 1,09% para 8,319 euros no dia em que o CaixaBI revelou considerar que o acordo alcançado pelos correios nacionais com dez dos onze sindicatos em relação aos aumentos salariais na empresa tem um "impacto neutral a positivo".

Em sentido inverso, a Teixeira Duarte somou 0,73% para 0,275 euros depois de esta quarta-feira ter reportado uma queda dos lucros no exercício de 2015 para cerca de metade face ao valor homólogo. Em 2015 os lucros foram de 33,65 milhões de euros, uma queda para cerca de metade comparativamente com os 70,28 milhões de euros registados no ano precedente.

(Notícia actualizada às 17:00)




pub

Marketing Automation certified by E-GOI