Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bolsa americanas mistas no dia em que Bush apresenta plano de recuperação (act.)

As Bolsas norte-americanas negociavam mistas, com o Nasdaq a avançar 0,21% e o Dow Jones a decrescer 0,29%, no dia em que George W. Bush apresenta, em Chicago, o plano de estímulo à economia que passará pela isenção fiscal dos dividendos.

Pedro Carvalho pc@mediafin.pt 07 de Janeiro de 2003 às 14:51
  • Partilhar artigo
  • ...
As Bolsas norte-americanas negociavam mistas, com o Nasdaq a avançar 0,21% e o Dow Jones a decrescer 0,29%, no dia em que George W. Bush apresenta, em Chicago, o plano de estímulo à economia que passará pela isenção fiscal dos dividendos.

O Nasdaq [CCMP] cotava em 1.424,36 pontos, e o Dow Jones [INDU] marcava 8.748,32 pontos.

O presidente norte-americano George W. Bush deverá apresentar hoje no «Economic Club» de Chicago. Este pacote que envolverá 600 mil milhões de dólares (576 mil milhões de euros) nos próximos 10 anos, visa acelerar o processo de redução dos impostos.

A eliminação dos impostos sobre dividendos é outra medida que deverá ser apresentada pela Casa Branca, um dos factores que ontem ajudou o Dow Jones a crescer 2% e o Nasdaq a progredir 2,47%.

Às 15h00 de Lisboa, o Departamento do Comércio divulgará os dados relativos às encomendas de bens duradouros em Novembro, e os economistas aguardam por um queda de 0,7%, depois da subida de 1,5% no mês anterior.

No mercado de capitais, as acções da Tiffany, a maior vendedora de jóias nos Estados Unidos (EUA), caíam 1,45% para 25,05 dólares (23,90 euros). A empresa reviu em baixa as estimativas de lucros relativas ao quarto trimestre.

O conglomerado Tyco International regredia 1,49% a marcar 16,34 dólares (15,59 euros). A empresa desvendou um plano de venda de obrigações convertíveis, uma operação avaliada em 3,25 mil milhões de dólares (3,1 mil milhões de euros). Os investidores que entrarem no papel, estarão a proceder à alienação de acções da Tyco como forma de realizar a cobertura da operação.

A EMC disparava 8,5% para 7,38 dólares (7,04 euros). A empresa que fabrica equipamentos de armazenamento de dados informáticos anunciou que vendas no quarto trimestre que superaram as expectativas dos analistas.

As acções da Alcoa desvalorizam 0,04% para 24,37 dólares (23,25 euros). O fabricante de alumínios foi a primeira empresa do Dow Jones a publicar os dados relativos às vendas do último trimestre.

Ver comentários
Outras Notícias