Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bolsa de Lisboa em queda penalizada por forte desvalorização da Galp

A Bolsa de Lisboa arrancou esta última sessão da semana em terreno negativo, penalizada sobretudo pela queda das acções da Galp Energia e da Jerónimo Martins. Entre as restantes praças europeias o sinal é também negativo.

Bloomberg
Ana Laranjeiro alaranjeiro@negocios.pt 16 de Setembro de 2016 às 08:09
A bolsa nacional arrancou esta última sessão da semana em queda. O PSI-20 desce 0,61% para 4.526,37 pontos, com nove empresas em queda, seis em alta e três inalteradas. Entre as restantes praças europeias o sentimento é também sobretudo de perdas.

No Japão, por outro lado, a sessão foi de ganhos, com os dois principais índices a fecharem com valorizações inferiores a 1%. Um dos pontos que está a marcar a manhã nos mercados continua a ser a política monetária nos Estados Unidos. Os investidores consideram agora que há uma probabilidade em torno de 50% da Reserva Federal dos Estados Unidos (Fed) subir os juros ainda este ano.

No caso de Portugal, o mercado vai estar hoje atento à eventual revisão de "rating" por parte da agência de notação financeira S&P.

Na bolsa de Lisboa, destaque pela negativa para as acções da Galp Energia e Jerónimo Martins. A petrolífera recua 4,19% para 11,79 euros. Este comportamento tem lugar depois de ontem ter sido conhecido que a Amorim Energia vendeu uma fatia de 5% da Galp, por 484,7 milhões de euros, passando, assim, a deter uma posição na petrolífera de 33,34%.

Em comunicado ao mercado refere-se que a Amorim Energia vendeu "em oferta particular" 41.462.532 acções da Galp, a um preço por cada título de 11,69 euros, menos 5% que o preço de fecho desta quinta-feira, que ficou nos 12,305 euros. Com isto a Amorim Energia arrecada 484,69 milhões de euros, foi referido em comunicado. A venda foi coordenada pela Société Générale.

No restante sector energético, a EDP cede 0,07% para 2,899 euros e a EDP Renováveis soma 0,09% para 6,92 euros. A REN desliza 0,28% para 2,514 euros.

No retalho, a Jerónimo Martins cai 1,11% para 14,265 euros. Já a concorrente Sonae sobe 0,74% para 67,9 centimos.

A Nos cresce 0,43% para 6,015 euros. Na banca, o BCP desce 0,56% para 1,79 cêntimos. O BPI cresce 0,49% para 1,03 euros.

(Notícia actualizada pela última vez às 8:14)
Ver comentários
Saber mais bolsa banca PSI-20 JM Galp Energia
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio