Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bolsa em queda com perdas na banca

A bolsa nacional inverteu a tendência registada na parte inicial da sessão e segue agora a desvalorizar. O PSI-20 recua 0,2%, penalizado pelas perdas na banca, com o BCP a descer mais de 2% e o BPI a cair mais de 1%. A evitar maiores perdas está a EDP, im

Paulo Moutinho 27 de Março de 2007 às 12:18
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A bolsa nacional inverteu a tendência registada na parte inicial da sessão e segue agora a desvalorizar. O PSI-20 recua 0,2%, penalizado pelas perdas na banca, com o BCP a descer mais de 2% e o BPI a cair mais de 1%. A evitar maiores perdas está a EDP, impulsionada pela aquisição de uma empresa de parques eólicos nos EUA.

O índice de referência do mercado português [psi20] recuava para 11,771,61 pontos, com dez das vinte cotadas a desvalorizar, nove a subir e uma inalterada, com mais de 153 milhões de euros negociados em acções.

Os títulos da banca estão a ser os principais responsáveis pela movimentação descendente do índice principal. No sector, o Banco Comercial Português (BCP) [bcp] lidera as desvalorizações ao ceder 2,17% para 2,70 euros, aliviando assim da forte subida registada na sessão de ontem.

Além do BCP, também o BPI [bpin] acompanha esta tendência. O alvo da OPA de Paulo Teixeira Pinto segue a perder 1,07% para 6,50 euros, cotação que é, ainda assim, 14% superior aos 5,70 euros da contrapartida do BCP.

Ainda na banca, o BES [besnn] desce 0,56% para 14,27 euros, enquanto o Finibanco [fnb] recua 0,82% para 3,65 euros. O Banif [banin] é a excepção ao somar 0,89% para 5,66 euros, ainda a beneficiar da revisão em alta do seu preço-alvo por parte do UBS.

EDP e PT evitam maiores perdas

A impedir que o PSI-20 registe uma quebra mais acentuada estão dois dos três "pesos pesados" do mercado nacional: a EDP e a Portugal Telecom.

A Energias de Portugal [edp] soma 1,22% para 4,15 euros, com mais de 14 milhões de títulos transaccionados, impulsionada pela aquisição de uma empresa de parques eólicos nos Estados Unidos, a Horizon Wind Energy.

A transacção avalia a empresa americana em 2,15 mil milhões de dólares (1,61 mil milhões de euros) e permite à eléctrica liderada por António Mexia tornar-se no quarto maior "player" mundial nas energias renováveis.

Além da EDP, também em alta está a Galp Energia [galp pl] que segue a valorizar 0,4% para 7,52 euros, tendo já igualado o valor mais elevado de sempre, nos 7,55 euros, durante a sessão.

A Portugal Telecom [ptc], a maior operadora de telecomunicações nacional, segue a ganhar 0,2% para os 10,15 euros, dando assim seguimento à tendência positiva de ontem.

A participada da PT, a PT Multimédia [ptm] recuava 0,81% para 11,05 euros, bem como a Sonaecom [snc] que cedia 0,43% para cotar nos 4,67 euros. A Sonae SGPS [son] segue estável a transaccionar nos 1,72 euros.

A Novabase [nba] ganha 0,61% para os 4,95 euros, a beneficiar do reinicio da cobertura dos seus títulos por parte do Millennium bcpi. O banco de investimento recomenda "comprar" títulos da tecnológica e atribui à empresa um "target" de 5,60 euros, o que representa um potencial de valorização de 13,4% face à cotação actual.

Outras Notícias