Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bolsa fecha pouco alterada com BCP a contrariar subida da PT (act)

A bolsa nacional fechou pouco alterada com a queda do Banco Comercial Português a contrastar com a subida da Portugal Telecom. O PSI-20 deslizou 0,05% numa sessão que voltou a ser pautada pela liquidez elevada.

Ana Filipa Rego arego@negocios.pt 08 de Setembro de 2005 às 16:57
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A bolsa nacional fechou pouco alterada com a queda do Banco Comercial Português a contrastar com a subida da Portugal Telecom. O PSI-20 deslizou 0,05% numa sessão que voltou a ser pautada pela liquidez elevada.

O principal índice da bolsa nacional cotou nos 7.909,11 pontos com sete acções em queda, nove a subir e quatro inalteradas numa sessão em que foram movimentados 127,3 milhões de euros.

O Banco Comercial Português [bcp] desvalorizou 0,45% para os 2,23 euros, contrariando o Banco BPI [bpin] que avançou 0,29% para os 3,49 euros. O Banco Espírito Santo [besnn] ficou inalterado nos 13,20 euros.

A Energias de Portugal [edp] também pressionou ao escorregar 0,43% para os 2,31 euros, bem como a PT Multimédia [ptm] que caiu 1,38% para os 7,87 euros. A Portugal Telecom [ptc], por outro lado, avançou 0,78% para os 7,77 euros.

A contribuir para a tendência do índice fechou a Brisa [brisa] com uma queda de 0,44% para os 6,86 euros no dia em que a Standard & Poor’s reviu em baixa o «outlook» para a sua dívida de «estável» para «negativo», devido ao facto da concessionária de auto-estradas ter vindo a apresentar continuamente valores para as receitas de portagens abaixo do esperado e devido a uma política financeira mais agressiva.

Do lado dos ganhos, a Mota-Engil liderou com uma subida de 3,48% para os 3,27 euros depois de ter renovado o máximo histórico nos 3,28 euros, mantendo a «tendência de subida de alguns meses, o que é um sinal muito positivo» segundo o operador Francisco Guarmon, da Probolsa.

A Cimpor [cimp] fechou a subir  0,22% para os 4,60 euros no dia em que as acções da sua accionista Lafarge registavam a maior queda de quase dois anos (7%) depois da maior cimenteira do mundo ter apresentado resultados abaixo das expectativas.

Estável fechou também a Sonae SGPS [son], um dia antes de apresentar resultados e um depois da sua participada Modelo Continente ter revelado os seus. A Modelo Continente registou lucros de 43 milhões de euros e, segundo uma sondagem a analistas efectuada pelo Jornal de Negócios Online, a Sonae  deverá ter registado lucros de 184 milhões de euros no primeiro semestre deste ano.

A Altri fechou a subir 0,58% para os 1,73 euros e já depois do fecho da sessão anunciou que os lucros do primeiro semestre ascenderam a 7,4 milhões de euros.

Ver comentários
Outras Notícias