Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bolsa fecha subir quase 2% na segunda sessão de fortes ganhos (act)

Depois de ontem ter registado uma valorização expressiva, o PSI-20 voltou hoje a destacar-se pela positiva. Na Europa, o dia também foi de ganhos, com os índices animados pelo anúncio do BCE, que vai manter as ajudas extraordinárias.

Ana Filipa Rego arego@negocios.pt 02 de Dezembro de 2010 às 16:44
  • Assine já 1€/1 mês
  • 9
  • ...
O principal índice da bolsa nacional ( PSI-20) negociou nos 7.684,11 pontos com 18 acções em alta e duas em queda. Na Europa, o anúncio do BCE também foi bem recebido. E, a esta altura, os índices estão mesmo a registar subidas superiores a 1%. O IBEX dispara 3,03%, o FTSE sobe 2,22%, o CAC aprecia 2,12% e o AEX soma 0,89%.

O BCE anunciou hoje que irá manter as condições especiais de empréstimos à banca com taxa fixa e sem restrições de quantidade de financiamento “até ser necessário e, pelo menos”, até dia 12 de Abril de 2011.

As bolsas europeias, incluindo o PSI-20, chegaram a desvalorizar ao longo da sessão antes do anúncio do BCE de manutenção das ajudas, com receios de que a autoridade monetária retirasse algumas medidas. Logo depois inverteram para terreno positivo e agora acentuaram essa tendência.

Por cá, a Cimpor foi o título que mais subiu com uma valorização de 10,31% para os 5,048 euros.


Mas o título que mais impulsionou foi a Galp Energia com um ganho de 3,21% para os 13,82 euros. No restante sector energético, a EDP avançou 0,92% para os 2,51 euros e a EDP Renováveis apreciou 1,29% para os 3,917 euros. A petrolífera foi animada pela nota de investimento do Goldman Sachs que subiu a avaliação das suas acções para os 16,2 euros, dos anteriores 15,3 euros. A recomendação atribuída permaneceu em “manter”.



A contribuir para a tendência fechou também a Portugal Telecom com um ganho de 1,67% para os 9,925 euros. No restante sector de telecomunicações a tendência também foi positiva com Sonaecom e Zon a ganharem 1,61% para os 1,325 euros e 2,51% para os 3,229 euros, respectivamente. O Citigroup reduziu o preço-alvo das acções da Portugal Telecom para 8,5 euros, em parte para descontar o dividendo extraordinário.

A impulsionar esteve ainda a Jerónimo Martins, que somou 2,99% para os 11,73 euros.

A travar maiores ganhos esteve o BCP, que caiu 0,32% para os 0,625 euros contrariando o sentimento da restante banca, já que BES e BPI subiram 2,19% para os 2,943 euros e 0,28% para os 1,445 euros, respectivamente.

Ver comentários
Saber mais Bolsa mercados PSI-20
Mais lidas
Outras Notícias