Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bolsa nacional abre a cair 1% pressionada pela banca e pela EDP

A bolsa nacional abriu a cair 1% pressionada essencialmente pela banca e pela Energias de Portugal, numa sessão em que acompanha as perdas europeias. O dólar em mínimos e o regresso dos receios com o "subprime" estão a penalizar as bolsas a nível mundial.

Ana Filipa Rego arego@negocios.pt 13 de Março de 2008 às 08:14
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A bolsa nacional abriu a cair 1% pressionada essencialmente pela banca e pela Energias de Portugal, numa sessão em que acompanha as perdas europeias. O dólar em mínimos e o regresso dos receios com o "subprime" estão a penalizar as bolsas a nível mundial.

O principal índice da bolsa nacional cota nos 10.387,48 pontos com 15 acções em queda, três a subir e duas inalteradas. A moeda europeia voltou a atingir um máximo histórico e aproxima-se dos 1,56 dólares com o mercado a recear que a injecção de liquidez da Reserva Federal (Fed) americana não seja suficiente para estimular a economia norte-americana e que a autoridade liderada por Ben Bernanke volte a cortar as taxas de juro nos EUA.

As principais praças asiáticas registaram, aliás, a maior queda da última semana, com os investidores a recearem que o aumento das perdas relacionadas com o "subprime" e a queda do dólar para mínimos históricos venha a ter um impacto negativo nos resultados do sector financeiro e nas empresas exportadoras. As praças europeias também estão hoje em terreno negativo com quedas superiores a 1% e já ontem as bolsas norte-americanas encerraram com perdas.

Por cá, quem pressiona é exactamente o sector da banca, aquele que é sempre mais penalizado com os receios do "subprime". O Banco Comercial Português [bcp] cai 1,91% para os 1,795 euros enquanto o Banco Espírito Santo [besnn] desliza 1,20% para os 11,53 euros. O Banco BPI [bpin] escorrega 1,62% para os 3,345 euros.

O outro título que mais contribui para a tendência é a Energias de Portugal [edp] com uma queda de 1,30% para os 3,785 euros.

A Portugal Telecom [ptc] continua em queda e a negociar em mínimos de Junho de 2006. A operadora perde hoje 0,13% para os 7,75 euros. Esta é a sexta sessão consecutiva de quedas

Do lado dos ganhos de sublinhar a Brisa [brisa], que aprecia 0,11% para os 9,43 euros, e Altri que avança 0,55% para os 4,60 euros depois de ontem ter anunciado que os seus lucros subiram 67%

Ver comentários
Outras Notícias