Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bolsa nacional acentua perdas e acompanha sentimento negativo da Europa

A bolsa nacional acentuou a tendência de queda pressionada pelos títulos do Banco Espírito Santo e da Galp Energia. O PSI-20 recua 0,20% e acompanha a tendência das restantes praças europeias, onde as perdas já são superiores a 1%, devido aos receios de a

Ana Luísa Marques anamarques@negocios.pt 04 de Dezembro de 2007 às 13:25
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A bolsa nacional acentuou a tendência de queda pressionada pelos títulos do Banco Espírito Santo e da Galp Energia. O PSI-20 recua 0,20% e acompanha a tendência das restantes praças europeias, onde as perdas já são superiores a 1%, devido aos receios de abrandamento económico.

O principal índice da bolsa portuguesa [psi20] negoceia nos 13.177,30 pontos, com sete títulos a subir, 12 a descer e um inalterado. Os mercados europeus perdem mais de 1%, pressionados pelos receios de abrandamento económico na região. O comissário europeu para os Assuntos Económicos disse ontem que o crescimento económico na Zona Euro pode ficar abaixo dos 2% em 2008, pela primeira vez em três anos.

Na bolsa nacional, o Banco Espírito Santo [besnn] recuava 0,94% para os 15,73 euros e a Galp Energia [galp pl] perdia 0,73% para os 15,01 euros. A petrolífera portuguesa encerrou a sessão de ontem a ganhar mais de 2%, depois de ter anunciado uma nova descoberta de petróleo em Angola e da Morgan Stanley ter revisto em alta o preço alvo da empresa para os 18 euros.

A pressionar a praça portuguesa, seguia ainda a Sonae SGPS [son], que recuava 0,98% para os 2,03 euros. A JP Morgan aumentou o preço-alvo da empresa liderada por Paulo Azevedo em 3,2%, para 2,22 euros, depois da Sonae ter apresentado resultados trimestrais "globalmente positivos".

Os títulos da PT Multimédia [ptm] recuavam 0,97% para os 9,20 euros.

O Banco Comercial Português (BCP) [bcp] perdia 0,33% para os 3,00 euros, no dia em que se aguarda que o presidente do conselho geral e de supervisão, Jardim Gonçalves, apresente a sua demissão durante uma reunião de responsáveis que vai decorrer hoje.

As acções estão a reflectir alguma instabilidade no seio do maior banco privado nacional, numa altura em que ainda não se vislumbra um desfecho imediato para os problemas do banco, nomeadamente o sucessor do fundador da instituição.

A impedir maiores perdas na bolsa nacional seguiam as acções do Banco BPI [bpin], com um ganho de 1,28% para os 5,56 euros e da Portugal Telecom [ptc]. A operadora avançava 0,75% para os 9,35 euros.

Os títulos da Cimpor [cimp] recuavam 0,17% para os 6,02 euros, no dia em que a cimenteira regressou à lista das empresas com maior potencial de valorização para o Millennium bcp investimento.

Ver comentários
Mais lidas
Outras Notícias