Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bolsa nacional acompanha perdas europeias pressionada pela EDP e BCP

A bolsa nacional abriu a desvalorizar pressionada essencialmente pela EDP e pelo BCP. O PSI-20 deslizava 0,56% com a PTM a travar maiores perdas depois de ter ontem anunciado um plano de recompra de acções. Na Europa, as bolsas perdiam mais de 1% com o me

Ana Filipa Rego arego@negocios.pt 13 de Dezembro de 2007 às 08:18
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A bolsa nacional abriu a desvalorizar pressionada essencialmente pela EDP e pelo BCP. O PSI-20 deslizava 0,56% com a PTM a travar maiores perdas depois de ter ontem anunciado um plano de recompra de acções. Na Europa, as bolsas perdiam mais de 1% com o mercado incrédulo que a intervenção ontem anunciada pelos bancos centrais previna um abrandamento económico.

O principal índice da bolsa nacional cotava nos 12.988,7 pontos com quatro acções a subir, 13 em queda e três inalteradas. Na Europa, as bolsas negociavam em terreno negativo. Os principais bancos centrais do Ocidente marcaram o dia de ontem com uma medida de coordenação sem precedentes na história. No entanto, o mercado parece não estar a acreditar que o plano previna um abrandamento económico.

Esse pessimismo estende-se a Lisboa, onde as quedas de 0,69% para os 2,86 euros e de 1,30% para os 4,54 euros do Banco Comercial Português [bcp] e da Energias de Portugal [edp], respectivamente, determinam a queda do PSI-20.

A Parpública anunciou hoje que vai avançar com a emissão de obrigações susceptíveis de permuta por acções da EDP. Serão privatizadas acções representativas de 4,144% do capital da eléctrica e as obrigações terão uma maturidade de seta anos, pagando um juro anual entre 2,75% e 3,25%. O preço será fixado hoje, sendo que o preço de conversão terá um prémio entre 45% e 50%.

A pressionar está hoje também a Galp Energia [galp pl], corrigindo assim parte dos ganhos da sessão de ontem, onde avançou mais de 4%.

A Portugal Telecom [ptc] também contribui para a tendência com uma desvalorização de 0,43% para os 9,16 euros.

A travar perdas maiores está hoje a PT Multimédia [ptm] com uma subida de 0,74% para os 9,58 euros depois de ontem ter anunciado a recompra de acções próprias, representativas de até 10% do capital.

A Impresa dispara 3,67% para 2,26 euros, depois de ontem ter anunciado a contratação de Nuno Santos à RTP.

Mais lidas
Outras Notícias