Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bolsa nacional cai e acompanha tendencia da Europa

A bolsa nacional seguia em queda, a acompanhar a tendência das congéneres europeias, pressionada pela desvalorização do Sonae e do BPI. O PSI-20 descia 0,05%, uma tendência registada pelo quinto dia consecutivo.

Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 29 de Abril de 2005 às 10:37
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A bolsa nacional seguia em queda, a acompanhar a tendência das congéneres europeias, pressionada pela desvalorização do Sonae e do BPI. O PSI-20 descia 0,05%, uma tendência registada pelo quinto dia consecutivo.

O principal índice nacional [psi20] caía 0,05% para os 7.610,04 pontos, com nove títulos a cair, cinco a subir e seis inalterados.

A Sonae SGPS [son] recuava 0,81% para os 1,23 euros. A Sonae perdeu a terceira posição no "ranking" da distribuição no Brasil em 2004 para a Wal-Mart, de acordo com o levantamento da Associação Brasileira de Supermercados (Abras), citada pelo "Portugal Digital".

As empresas do grupo apresentaram ontem os resultados referentes ao primeiro trimestre, sendo que a Sonaecom [snc] registou lucros atribuíveis de 4,6 milhões de euros, no primeiro trimestre deste ano, face aos 235 mil euros conseguidos um ano antes. Os lucros saíram acima do previsto pelos analistas. As acções da empresa ganhavam 0,79%.

A Sonae Indústria obteve resultados líquidos de 15 milhões de euros no primeiro trimestre deste ano, valor que compara com lucros de 1 milhão de euros no período homólogo de 2004. A empresa diz que a autonomização da Sonae SGPS deverá terminar até ao final do primeiro semestre.

O grupo PT seguia misto, com a Portugal Telecom (PT) [ptc] a cair 0,12% para os 8,54 euros e a PT Multimédia [ptm] a subir 1,10% para os 18,38 euros. A Telesp Celular Participações, principal activo da Vivo – participada da Portugal Telecom e da Telefónica no Brasil – aumentou os prejuízos no primeiro trimestre deste ano para um valor acima das estimativas dos analistas. Os prejuízos registados são justificados pela empresa com a subida da dívida e com custos mais elevados.

A Assembleia Geral da Portugal Telecom (PT) vai retomar os trabalhos hoje, não devendo haver surpresas na aprovação dos temas em discussão. Isto apesar de alguns terem levantado alguma polémica e não se saber em concreto se foi algum dos pontos da ordem de trabalhos que levou o Estado a pedir a suspensão da assembleia geral no passado dia 1 de Abril.

O Banco Espírito Santo (BES) [besnn] contrariava as perdas e valorizava 0,46% para os 13,10 euros, enquanto o Banco BPI [bpin] descia 0,32% para os 3,15 euros.

A Energias de Portugal (EDP) [edp] seguia inalterada nos 2,10 euros. A Energias do Brasil concretizou a vontade, já anunciada, de aumentar o peso da produção nas suas actividades, considerando que poderá duplicar a actual capacidade e investir três mil milhões de reais (922 milhões de euros) nos novos leilões de centrais hídricas que serão licitados pelo Governo brasileiro em Outubro próximo.

A Media Capital [mcp] caía 1,47% para os 5,36 euros e a Cofina [cofi] recuava 0,90% para os 3,30 euros, no dia em que a empresa liderada por Paulo Fernandes apresenta os resultados referentes ao primeiro trimestre.

A Impresa [ipr] contrariava a tendência e subia 0,36% para os 5,51 euros. A Impresa anunciou que encetou negociações com vista a adquirir a totalidade do capital da Som Livre, uma companhia detida em 90% pelos brasileiros da Globo e que tem como actividade a produção e comercialização de produtos fonográficos.

A Altri [altr] ganhava 1,79% para os 1,14 euros, depois de ter anunciado ontem que as vendas do grupo aumentaram 15% para os 36,7 milhões de euros no primeiro trimestre, revelou a empresa em comunicado, explicando que a Altri enquanto empresa reflecte apenas um mês em actividade (Março) durante o qual obteve lucros de 1,2 milhões de euros.

Ver comentários
Outras Notícias