Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bolsa nacional cai mais de 1% e lidera perdas na Europa

A bolsa nacional já acentuou a tendência de perdas e cia mais de 1%, numa altura em que os CTT deslizam mais de 8% e em que apenas três cotadas contrariam a tendência. No resto da Europa a tendência também é de queda, mas mais moderada.

Miguel Baltazar/Negócios
Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 05 de Novembro de 2015 às 09:13
  • Assine já 1€/1 mês
  • 28
  • ...

PSI-20 recua 1,37% para 5.514,58 pontos, com 14 cotadas em queda, três em alta e uma inalterada. Entre os congéneres europeus a tendência também é de perdas, com os investidores a reflectirem a apresentação de resultados de algumas cotadas e o facto de as encomendas às fábricas alemãs terem descido 1,7%, em Outubro, pelo terceiro mês consecutivo, quando as estimativas apontavam para um crescimento de 1% face ao mês anterior.

 

Na praça nacional, a determinar a queda do índice estão os CTT, ao afundarem 8,10% para 9,64 euros, depois de ter revelado que o resultado líquido caiu 3,8% para 50,6 milhões de euros nos primeiros noves meses do ano face ao mesmo período de 2014, uma queda influenciada por gastos não recorrentes de 7,7 milhões, dos quais quase cinco milhões relacionados com o Banco CTT.

Do lado oposto está a Nos, que sobe 2,15% para 7,605 euros, depois de também ter revelado na quarta-feira após o fecho do mercado que os lucros dos primeiros nove meses cresceram 17,8% para 73,5 milhões.

Destaque também para a Mota-Engil, que revelou ontem ao final do dia que vai avançar com um aumento de capital no valor de 44 milhões de euros para financiar a retirada da Mota-Engil África de bolsa. As acções da empresa liderada por Gonçalo Moura Martins caem 2,22% para 2,425 euros, enquanto a Mota-Engil África desce 0,03% para 6,011 euros.

 

A pressionar o índice está também o sector da energia, com a EDP a ceder 1,24% para 3,413 euros, a EDP Renováveis a cair 0,87% para 6,523 euros, a Galp a recuar 1,76% para 10,055 euros e a REN a depreciar 0,79% para 2,777 euros.

 

Na banca, o cenário é idêntico, numa altura em que o BCP recua 1,78% para 5,52 cêntimos e o BPI desce 1,06% para 1,124 euros. Já o Banif segue estável nos 0,28 cêntimos.

A travar a queda da bolsa, além da Nos, está a Jerónimo Martins, ao subir 0,04% para 12,83 euros, e a Pharol, ao ganhar 1,02% para 39,5 cêntimos, um dia depois dos accionistas da Pharol terem aprovado o programa de compra e venda de acções.

 

Luís Palha da Silva revelou na quarta-feira que "começa a haver resultados" das conversações entre a Oi e a Unitel. Quanto à eventual fusão entre a Oi e a TIM, o gestor afirma apenas que "é uma das oportunidades que está a ser estudada" e "suportamos totalmente o conselho e a direcção executiva da Oi na procura dessas soluções".

Ver comentários
Saber mais bolsa Euronext PSI-20 CTT
Outras Notícias