Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bolsa nacional cai pressionada pela energia

O sector da energia está em queda na bolsa nacional, arrastando o principal índice para uma queda ligeira. Entre os congéneres europeus a tendência é de ganhos igualmente ligeiros, num dia em que os receios em torno da China voltam a pairar.

Miguel Baltazar/Negócios
Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 23 de Setembro de 2015 às 08:04
  • Assine já 1€/1 mês
  • 5
  • ...
O PSI-20 cai 0,15% para 5.003,47 pontos, com sete cotadas em queda, oito em alta e três inalteradas. Entre os congéneres europeus a tendência é de subidas ligeiras, num dia em que os investidores voltam a revelar alguma prudência devido à China. Isto depois de ter sido reportado que a actividade industrial da China recuou para o nível mais baixo desde Março de 2009, em Setembro.

Na bolsa nacional é o sector da energia que mais determina a evolução, numa altura em que a Galp Energia cai 0,72% para 8,797 euros, voltando a acompanhar a evolução do petróleo que está a descer 0,26% para 48,95 dólares por barril no mercado londrino.

A EDP também pressiona ao ceder 0,13% para 3,025 euros, bem como a EDP Renováveis, que perde 0,31% para 5,825 euros. A REN é a excepção neste sector, ao subir 0,08% para 2,65 euros.

A pesar na negociação está também a Portucel, ao depreciar 1,10% para 3,05 euros. Já em sentido contrário está a Semapa, que sobe 1,79% para 11,378 euros. 

A travar a queda do índice está a Jerónimo Martins, ao avançar 0,46% para 11,945 euros, bem como a sua rival Sonae SGPS, que aprecia 0,37% para 1,072 euros, num arranque de sessão que está a ser pautado por oscilações pouco definidas entre as cotadas.

Na banca, o BCP segue estável nos 4,87 cêntimos, enquanto o BPI sobe 0,22% para 91,2 cêntimos e o Banfi cresce 2,56% para 0,4 cêntimos.

(Notícia actualizada com mais informação)
Ver comentários
Saber mais bolsa PSI-20 Euronext mercados
Outras Notícias