Bolsa Bolsa nacional encerra no vermelho penalizada por Nos e Navigator

Bolsa nacional encerra no vermelho penalizada por Nos e Navigator

A bolsa nacional encerrou a última sessão de Setembro no vermelho, penalizada pelos títulos da Nos e Navigator. Entre as restantes praças europeias, não se verificou uma tendência definida.
Bolsa nacional encerra no vermelho penalizada por Nos e Navigator
Reuters
Ana Laranjeiro 30 de setembro de 2016 às 16:43

A bolsa nacional encerrou a última sessão do mês de Setembro em queda. O PSI-20 desceu 0,18% para 4.597,29 pontos, com nove cotadas em queda e nove em alta. Entre as restantes praças europeias, não se verificou uma tendência definida.

Esta evolução das praças europeias ocorre numa altura em que os investidores estão preocupados com a saúde financeira do Deutsche Bank. O banco alemão tem de pagar uma coima nos Estados Unidos devido à venda de irregular de instrumentos financeiros associados a hipotecas. Esta coima poderá custar aos cofres da instituição bancária germânica cerca de 14 mil milhões de dólares, mais de 12 mil milhões de euros. No entanto, bancos de investimento internacionais têm estado a avançar com a hipótese da multa não ser tão elevada. Além disso, fontes da agência France-Press apontam que o acordo para este litígio estará próximo.

Por cá, destaque pela negativa para as acções da Nos e da Navigator. A empresa liderada por Miguel Almeida terminou o dia a cair 1,51% para 6,057 euros. A Pharol desceu 0,41% para 24 cêntimos.

No sector da pasta e do papel, a Navigator desvalorizou 1,95% para 2,56 euros, a Semapa recuou 1,56% para 11,385 euros. A Altri, por outro lado, terminou a sessão a subir 0,13% para 3,112 euros.


No sector da energia, a Galp foi a única cotada que terminou a sessão com sinal negativo. A petrolífera desceu 0,21% para 12,165 euros, isto numa altura em que os preços do petróleo estão a negociar sem uma tendência definida nos mercados internacionais. O Brent do Mar do Norte, que serve de referência para as importações nacionais, desce 0,81% para 48,84 dólares por barril.


A EDP somou 0,07% para 2,989 euros e a EDP Renováveis cresce 0,21% para 7,146 euros. A REN apreciou 0,58% para 2,603 euros.


Na banca, o BCP encerrou em terreno positivo, subindo 0,65% para 1,54 cêntimos. O BPI apreciou 0,09% para 1,13 euros.


A Jerónimo Martins subiu 0,46% para 15,435 euros. E a concorrente Sonae desceu 0,44% para 68 cêntimos.

 

(Notícia actualizada às 16:59)




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI