Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bolsa nacional fecha com ligeira subida apoiada nos ganhos dos CTT, Nos e BCP

A praça lisboeta fechou em terreno positivo, impulsionada pelos ganhos de cotadas como a Nos e os CTT que avançaram mais de 1% e do BCP que avançou perto de 1%.

A carregar o vídeo ...
David Santiago dsantiago@negocios.pt 30 de Março de 2015 às 16:45
  • Assine já 1€/1 mês
  • 33
  • ...

O PSI-20 fechou a primeira sessão desta semana a apreciar ligeiros 0,07%, com 10 cotadas a negociar em alta e oito em baixa.

 

O principal índice nacional acompanhou o sentimento predominante nas congéneres europeias num dia que os ganhos verificados nas bolsas europeias indiciam que as bolsas do Velho Continente se encaminham para registar a maior subida trimestral desde 2009 devido à expectativa de que os bancos centrais continuarão a estimular o crescimento global.

 

Apesar das metas optimistas estabelecidas pelo Banco Central Europeu (BCE), a instituição liderada pelo italiano Mario Draghi comprou 53,837 mil milhões de euros de activos do sector público ao longo do primeiro mês do programa de "quantitative easing", um valor que apesar de substancial ficou aquém da meta estabelecida de 60 mil milhões de euros.

 

Esta segunda-feira foi divulgado um novo dado económico que mostra que a confiança na economia da Zona Euro subiu, em Março, para 103,9 pontos, o valor mais alto desde Junho de 2011, segundo dados divulgados pela Comissão Europeia.

 

A cotada que mais contribuiu para os ganhos da bolsa nacional foram os CTT que valorizaram 1,64% para 9,94 euros.

 

Ainda a contribuir para os ganhos do PSI-20 esteve a Nos que fechou o dia a avançar 1,28% para 6,70 euros. Em sentido inverso, mas também no sector das telecomunicações, a PT SGPS foi a empresa que mais penalizou o principal índice nacional ao recuar 4,46% para 0,578 euros.

 

No sector financeiro o sentimento foi misto com o BCP a ganhar 0,74% para 0,0958 euros e o Banif a subir para 1,30% para 0,0078 euros. Já o BPI cedeu 0,88% para 1,457 euros.

 

O sector da construção registou um dia positivo, com a Mota-Engil a crescer 0,81% para 3,478 euros e a Teixeira Duarte a ganhar 0,39% para 0,768 euros.

 

O sector da energia também terminou o dia com um sentimento misto. Se a EDP Renováveis fechou a somar 0,66% para 6,389 euros, a EDP caiu 0,53% para 3,561 euros e a Galp cedeu 0,72% para 10,305 euros.

 

No retalho, a Jerónimo Martins perdeu 0,43% para 11,695 euros e a Sonae subiu ténues 0,07% para 1,426 euros.

 

Destaque ainda para a Altri que fechou a sessão a ganhar 0,08% para 4 euros num dia em que renovou, uma vez mais, o máximo histórico da empresa ao negociar nos 4,08 euros.

 

Ainda no papel, a Portucel cedeu 0,84% para 4,155 euros e a Semapa deslizou 0,32% para 12,51 euros.

 

(Notícia actualizada às 17h com mais informações)

Ver comentários
Saber mais PSi-20 BCE Mario Draghi Zona Euro Comissão Europeia CTT PT SGPS BCP Banif BPI Mota-Engil Teixeira Duarte EDP Renováveis EDP Galp Jerónimo Martins Sonae Altri Portucel Semapa
Outras Notícias