A carregar o vídeo ...
Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bolsa nacional perde mais de 1,5% em dia de mínimos na banca

A bolsa nacional segue a perder, acompanhando o sentimento negativo que se vive na generalidade das praças europeias. O PSI-20 recua 1,70%, numa altura em que o BCP negoceia em mínimos históricos e o BES recua para o valor mais baixo em 12 anos.

Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 24 de Fevereiro de 2009 às 09:24
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...
A bolsa nacional segue a perder, acompanhando o sentimento negativo que se vive na generalidade das praças europeias. O PSI-20 recua 1,70%, numa altura em que o BCP negoceia em mínimos históricos e o BES recua para o valor mais baixo em 12 anos.

O PSI-20 desce para os 5.910,03 pontos, com 16 acções em queda, duas a subir e duas inalteradas. O principal índice da bolsa nacional segue a mesma tendência dos congéneres europeus, numa altura em que os receios de que a recessão económica se prolongue e afecte mais os resultados das cotadas se acentuam.

O BCP é a acção que mais se destaca ao perder mais de 6% para os 0,58 euros, depois de já ter estado a cair mais de 7% para os 0,571 euros, o que representa o valor mais baixo da história desta acção.

Mas o BCP não está sozinho. O BES recua 1,62% para os 4,85 euros, o que corresponde ao valor mais baixo desde Janeiro de 1997.

Já o BPI está a perder 2,64% para os 1,40 euros e, mesmo fora do PSI-20 o Banif recua mais de 3% para os 1,11 euros.

O sector de telecomunicações também segue em queda, com a Portugal Telecom a perder 2,37% para os 6,29 euros, a Zon a cair 1,03% para os 4,03 euros e a Sonaecom a recuar 1,44% para os 1,09 euros.

Em destaque estão também as acções da Brisa que descem 2,85% para os 4,81 euros, bem como o sector energético, com a Galp Energia a descer 1,22% para os 8,10 euros, num novo dia de quedas do petróleo.

A EDP e a EDP Renováveis seguem a mesma tendência ao perderem 0,16% para os 2,55 euros e 0,17% para os 5,76 euros, respectivamente.

Em sentido contrário seguem apenas as acções da REN, que ganham 0,16% para os 3,04 euros, e da Mota-Engil, que avançam 0,68% para os 2,22 euros.

Ver comentários
Mais lidas
Outras Notícias