Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bolsa nacional soma 0,5% à boleia da Galp e BCP

A bolsa nacional segue do lado dos ganhos, impulsionada pelos títulos da Galp Energia e BCP. Entre as restantes congéneres europeias o sentimento é sobretudo de valorizações.

Miguel Baltazar/Negócios
Ana Laranjeiro alaranjeiro@negocios.pt 28 de Janeiro de 2016 às 10:42
  • Assine já 1€/1 mês
  • 23
  • ...

A bolsa de Lisboa continua do lado dos ganhos após um arranque de sessão negativo. O PSI-20 avança 0,50% para 5.004,59 pontos, com oito cotadas em alta, sete em queda e duas inalteradas.

Entre as restantes praças europeias, a maioria dos índices segue em alta. O PSI-20 lidera as valorizações no Velho Continente, seguido do principal índice espanhol, o IBEX 35, que cresce 0,34%. Em sentido contrário está o principal índice grego, que desce 1,21%. O alemão DAX cede 0,13% e é a segunda praça que mais desliza. O Stoxx 600, índice de referência, perde 0,14%.

Este comportamento das principais praças tem lugar numa altura em que os investidores avaliam os resultados de várias empresas que ficaram aquém do estimado. A Roche Holding foi uma dessas cotadas e os efeitos desses números estão a ter reflexos nas acções da empresa que, por esta altura, desvalorizam 4,32% para 256,80 francos suíços.

Por cá, destaque para os títulos da Galp Energia e do BCP. A petrolífera soma 1,94% para 10,515 euros numa altura em que os preços do petróleo estão a subir nos mercados internacionais. O Brent do Mar do Norte, que serve de referência para as importações nacionais, avança 2,48% para 33,92 dólares por barril.

Ainda no sector da energia, a EDP cresce 0,66% para 3,218 euros e a EDP Renováveis sobe 0,39% para 7,216 euros. A REN avança 0,44% para 2,767 euros.

Na banca, o BCP sobe 1,57% para 3,89 cêntimos. Numa nota de análise a que o Negócios teve acesso, o CaixaBI antecipa que o banco liderado por Nuno Amado tenha registado prejuízos de 16,1 milhões no quarto trimestre.

Ainda neste sector, o BPI cresce 1,67% para 1,037 euros. A instituição liderada por Fernando Ulrich apresentou ontem as suas contas e no ano passado obteve um lucro de 236,4 milhões de euros.

O BPI recusou vender 10% do BFA a Isabel dos Santos após "muitas conversas" com o Banco Central Europeu (BCE). Descartada esta possibilidade para o banco português reduzir o risco de concentração a Angola, resta a proposta do BPI para transferir para os seus accionistas os activos africanos, uma solução com "morte anunciada", pois será vetada pela Unitel. Um impasse que, na opinião do Haitong, "pode continuar a pesar na acção".

No retalho, a Jerónimo Martins cede 0,12% para 12,31 euros. A Sonae desliza 0,10% para 1,014 euros.

A Nos desce 0,06% para 6,60 euros.

Ver comentários
Saber mais bolsa banca PSI-20 BCP Galp Energia
Mais lidas
Outras Notícias