Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bolsa portuguesa abre em queda penalizada pelas perdas da banca

A bolsa de Lisboa abriu a sessão a negociar em terreno negativo, a acompanhar o sentimento negativo que se vive na Europa, num dia em que está a ser pressionada pelas descidas do BPI e do BCP.

Patrícia Abreu pabreu@negocios.pt 24 de Setembro de 2009 às 08:15
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
A bolsa de Lisboa abriu a sessão a negociar em terreno negativo, a acompanhar o sentimento negativo que se vive na Europa, num dia em que está a ser pressionada pelas descidas do BPI e do BCP.

O PSI-20 segue a deslizar 0,23% para os 8.391,61 pontos, com 12 títulos em queda, quatro em alta e quatro inalterados. Na Europa, os índices também negoceiam em terreno negativo, com as bolsas a serem novamente penalizadas pela queda dos preços das matérias-primas.

Na banca, o BCP perde 0,40% para 1,002 euros, enquanto o BPI cai 1,71% para os 2,30 euros. Já o BES consegue contrariar o sentimento negativo do sector, ao avançar 0,21% para os 4,74 euros.

A penalizar está ainda o sector da construção, que corrige dos ganhos recentes, com a Teixeira Duarte a cair 2,12% par os 1,061 euros, enquanto a Mota-Engil desvaloriza 1,85% para os 3,72 euros e, fora do PSI-20, a Soares da Costa desce 1,65% para os 1,19 euros.

A contrariar as quedas está o sector da pasta e do papel, que mantém o bom desempenho dos últimos dias, com as perspectivas de subida dos preços da pasta. A Altri, que ontem negociou em máximos de Maio de 2008 e fechou a disparar mais de 6,5%, avança 0,74% para os 4,10 euros, enquanto a Portucel aprecia 0,14% para os 2,10 euros.

Veja também:

As cotações de todas as acções da Bolsa portuguesa

O resumo do dia do índice PSI-20

As maiores subidas e maiores descidas do PSI-20

Os preços-alvo para as cotadas portuguesas

As estatísticas das acções portuguesas

A análise técnica de todas as cotadas portuguesas

A evolução de todos os fundos comercializados em Portugal

Ver comentários
Outras Notícias