Bolsa Bolsa recua pela quarta sessão com energia a pressionar

Bolsa recua pela quarta sessão com energia a pressionar

O PSI-20 desce mais de 0,5%, em linha com as praças europeias, numa sessão em que a queda do petróleo está a condicionar o sector das energéticas. A Mota-Engil cai depois de apresentar resultados.
A carregar o vídeo ...
Nuno Carregueiro 05 de abril de 2016 às 08:08

A bolsa nacional abriu em terreno negativo na quarta sessão consecutiva de quedas, em linha com o comportamento das principais praças europeias, que estão a corrigir dos ganhos alcançados no mês passado.


O PSI-20 desce 0,67% para 4.943,92 pontos, com 13 cotadas em queda, três em alta e duas sem variação. Nas principais praças europeias os índices caem mais de 1%, pressionados pelo sector energético depois do petróleo ter atingido mínimos de um mês.


Em Lisboa também é o sector energético que mais penaliza o PSI-20, com a Galp Energia a descer 1,01% para 10,77 euros e a EDP a desvalorizar 1,04% para 3,051 euros.

A Mota-Engil regista a maior queda no PSI-20 depois de ter anunciado os resultados de 2015. A construtora reportou um resultado líquido de 54 milhões de euros no ano passado, o que corresponde a uma diminuição de 35% face aos 83 milhões registados um ano antes.

 

Ainda a pressionar o PSI-20 está a Jerónimo Martins, com uma queda de 0,66% para 14,385 euros, bem como a Portucel, que desvaloriza 0,55% para 3,10 euros.

No sector financeiro o BCP desvaloriza 1,13% para 0,035 euros e o BPI avança 0,48% para 1,255 euros. Fernando Ulrich vai poder candidatar-se no próximo ano à liderança do BPI caso os accionistas aprovem em assembleia geral uma alteração de estatutos proposta pelo banco.

 

(notícia actualizada às 8:15 com mais informação)

 




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI