Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bolsa sobe pela 6ª sessão consecutiva para máximos de Julho de 2011 (act)

O PSI-20 subiu quase 1,5% com 9 cotadas a tocarem máximos e a destacar-se numa Europa maioritariamente em queda. O ganho anual sobe, assim, para mais de 7%.

A carregar o vídeo ...
Ana Filipa Rego arego@negocios.pt 08 de Janeiro de 2014 às 16:43
  • Assine já 1€/1 mês
  • 88
  • ...

O principal índice da bolsa nacional apreciou 1,40% para os 7.055,27 pontos, valor mais elevado desde Julho de 2011. Este é, aliás, o primeiro dia desde então, que o principal índice nacional consegue superar os 7.000 pontos. 16 acções subiram e quatro encerraram em queda, sendo que 9 tocaram novos máximos.

 

Entre os congéneres europeus a tendência foi de perdas, num dia em que os investidores estão de olhos postos nas minutas da Reserva Federal, e que deverão revelar as razões para a redução da retirada de estímulos à maior economia do mundo na última reunião, e um dia antes do arranque da época de resultados trimestrais das empresas norte-americanas.

 

Os investidores estão algo expectantes em relação à divulgação das minutas da última Fed dos EUA, que ocorreu nos dias 17 e 18 de Dezembro, e na qual os responsáveis pela política monetária decidiram reduzir os estímulos económicos. Assim, o programa de compra de activos foi cortado em 10 mil milhões de dólares para 75 mil milhões por mês.

 

9 empresas em máximos

 

Por cá, o PSI-20 manteve o entusiasmo da última sessão com 9 cotadas a tocarem máximos: Sonae SGPS, Sonaecom, Semapa, Zon Optimus, BES, BCP, BPI, Portucel e Mota-Engil.

 

A construtora foi, de resto, determinante para a tendência ao subir 7,82% para 4,98 euros, o que corresponde a um novo recorde de Junho de 2008, depois de ontem ter revelado que entrou no Zimbabué com contrato de 260 milhões de dólares e que conseguiu a adjudicação de projectos de 780 milhões de euros na Europa, África e América Latina.

 

O sector da banca também impulsionou ainda a beneficiar do regresso aos mercados por parte da Irlanda na terça-feira, 7 de Janeiro, o que ajudou a acentuar a queda das taxas de juro implícitas nas obrigações portuguesas.

 

O Banco Espírito Santo avançou 0,84% para 1,207 euros, depois de tocar nos 1,26 euros, o que representa o valor mais elevado desde Setembro de 2011. O BCP subiu 2,70% para 0,19 euros, superando os 19 cêntimos pela primeira vez desde Agosto de 2011. O BPI apreciou 1,79 % para 1,418 euros, tendo tocado nos 1,43 euros, máximos de Novembro de 2010. O Banif liderou os ganhos ao disparar 9,65% para 0,0125 euros enquanto o ESFG caiu 1,12% para 5,043 euros.

 

Quem também tocou máximos, desta feita de Abril de 2008, foi Sonae SGPS  nos 1,16 euros. A empresa fechou a ganhar 4,41%. Já a Portucel somou 0,03% para 3,10 euros, tendo chegado a tocar de manhã nos 3,12 euros, o nível mais elevado desde Julho de 2007. Também a Semapa encerrou a perder 0,64% para os 8,942 euros, depois de ter tocado máximos de Fevereiro de 2011, nos 9,01 euros.

 

Galp contrariou a tendência positiva dos restantes "pesos pesados"

 

Os pesos pesados também registaram valorizações acentuadas à excepção da Galp Energia, que caiu 0,21% para os 12,06 euros. Já Portugal Telecom e a Energias de Portugal apreciaram 3,50% para os 3,55 euros e 1,68% para os 2,786 euros, respectivamente, depois de ontem a EDP Finance, subsidiária da EDP, ter revelado que concluiu uma emissão de dívida em dólares. A eléctrica colocou 750 milhões de dólares em títulos de dívida com maturidade a 7 anos, mais que os 500 milhões noticiados esta manhã pela Bloomberg. De acordo com um comunicado emitido pela EDP para a CMVM, os títulos pagam um cupão de 5,25%, o que de pressupõe um “spread” de 300 pontos base acima da taxa de juro de mercado, o que se situa abaixo do intervalo indicado inicialmente. 

 

Quanto à operadora, sua fusão com a Oi deu um passo decisivo. A operação já foi notificada à CADE, a entidade de supervisão da concorrência brasileira. As partes acreditam que a decisão será célere.

 

A EDP Renováveis somou 1,33% para os 4,119 euros.

 

Nas telecomunicações, Zon Optimus e Sonaecom não apenas subiram 1,09% para os 5,581 euros e 0,80% para os 2,646 euros, respectivamente como tocaram máximos. A primeira tocou no valor mais elevado de Agosto de 2008, nos 5,58 euros, enquanto a Sonaecom renovou máximos de Fevereiro do mesmo ano, nos 2,65 euros.

 

(Notícia actualizada às 16h59)

Ver comentários
Saber mais Bolsa PSI-20 máximos Mota-Engil
Outras Notícias