Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bolsas dos EUA em alta com resultados e possível “grande acordo” com a China

As bolsas dos Estados Unidos estão a reflectir o optimismo dos investidores com os resultados das empresas e com a possibilidade avançada por Trump de um "grande acordo" com Pequim.

EPA/Lusa
Rita Faria afaria@negocios.pt 30 de Outubro de 2018 às 13:47
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

Os principais índices norte-americanos abriram em alta esta terça-feira, 30 de Outubro, animados pelos resultados trimestrais das empresas e pela possibilidade de um "grande acordo" entre os Estados Unidos e a China, capaz de travar a guerra comercial entre os dois países.

 

O índice industrial Dow Jones sobe 0,17% para 24.483,54 pontos, enquanto o S&P500 ganha 0,48% para 2.654,33 pontos. O tecnológico Nasdaq valoriza 0,08% para 7.055,20 pontos

 

Depois de a Bloomberg ter noticiado ontem que Washington se prepara para lançar tarifas sobre todas as importações da China, o presidente Donald Trump admitiu esperar um "grande acordo" com Pequim, numa entrevista à Fox News. No entanto, o líder da Casa Branca avisou que, se não for alcançado um entendimento, tem milhares de milhões de dólares de tarifas à espera.

 

A notícia da Bloomberg penalizou fortemente as acções norte-americanas na sessão de ontem, mas as declarações posteriores de Trump acabaram por aliviar os receios e até motivar fortes subidas nos mercados asiáticos.

 

"Os futuros estão a subir devido ao optimismo em torno das declarações de Trump, mas temos uma semana recheada em termos de resultados, por isso as expectativas são de uma negociação errática sem uma direcção definida", afirmou Andre Bakhos, director da New Vines Capital LLC, em declarações à Reuters, antes da abertura do mercado.

 

As tarifas e a subida dos custos estão entre os factores que levaram a uma série de revisões em baixa das estimativas por parte de fabricantes de chips e outras indústrias, o que aumentou os receios em torno da desaceleração dos lucros das empresas.

 

A Coca-Cola sobe 0,5% para 46,69 dólares, depois de ter anunciado vendas acima do esperado. Já a Pfizer desliza 1,55% para42,56 dólares, depois deter cortado as estimativas para as receitas no conjunto do ano.  

 

A Under Armour, pelo contrário, dispara 22,65% para 22,31 dólares, depois deter revisto em alta as estimativas de lucros e ter apresentado resultados acima do esperado pelos analistas.

 

Ver comentários
Saber mais Estados Unidos Wall Street bolsas tarifas China
Mais lidas
Outras Notícias