Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bolsas dos EUA sobem 1% à boleia dos resultados

O arranque da época de resultados do terceiro trimestre do ano está a ser positiva para as bolsas, com os números a serem aplaudidos pelos investidores. Os índices bolsistas dos EUA subiram mesmo para máximos de quatro semanas.

Reuters
Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 15 de Outubro de 2019 às 21:10
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

As principais bolsas americanas fecharam a sessão com ganhos acentuados, num dia marcado pelo arranque da apresentação dos resultados do terceiro trimestre. Hoje foi a vez de alguns bancos e empresas que atuam na área da saúde revelarem os seus números e as bolsas subiram 1%.

 

O Dow Jones subiu 0,89% para 27.024,80 pontos, o Nasdaq cresceu 1,24% para 8.148,71 pontos e o S&P500 subiu 1% para 2.995,68 pontos.

 

Os números apresentados pelas cotadas contrariam as perspetivas mais pessimistas, que receavam um impacto considerável da guerra comercial entre os EUA e a China nos resultados das cotadas. 

 

"Os resultados parecem ter tido um arranque muito positivo, as taxas de juro estão extremamente baixas, e este acordo comercial e as negociações positivas do Brexit são boas para o crescimento mundial", salientou à Bloomberg Gary Bradshaw, da Hodges Capital Management.

 

Foram várias as empresas a reportarem os seus resultados do terceiro trimestre. A Johnson & Johnson elevou mesmo as suas estimativas para os lucros e receitas para este ano. As ações fecharam a ganhar mais de 1,5%.

 

A UnitedHealth, cujas ações dispararam mais de 8%, apresentou lucros acima do esperado e elevou as previsões para o global do ano.

 

Na banca, as ações do JPMorgan subiram mais de 3%, depois de o banco ter revelado número do trimestre que superaram as estimativas. O Goldman Sachs registou uma subida mais tímida (0,31%) depois de ter apresentado resultados considerados positivos na banca de investimento, mas no segmento de corretagem os números ficaram aquém.

Ver comentários
Saber mais Wall Street bolsas dos EUA Dow Jones Nasdaq S&P500
Outras Notícias