Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bolsas mundiais fazem a festa com contas e dados económicos. Dow e S&P 500 fixam novos recordes

Os principais índices bolsistas norte-americanos encerraram em terreno positivo, continuando a beneficiar dos bons resultados trimestrais e de indicadores económicos positivos. No resto do mundo, a tendência foi similar.

Reuters
Carla Pedro cpedro@negocios.pt 16 de Abril de 2021 às 21:34
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

O Dow Jones fechou a ganhar 0,48%, para se fixar nos 34.200,67 pontos, o que constituiu um recorde de fecho. Depois de ontem ter superado a barreira dos 34.000 pontos pela primeira vez, hoje estabeleceu um novo máximo de sempre durante a sessão nos 34.256,75 pontos.

 

Já o Standard & Poor’s 500 avançou 0,36%, para 4.185,47 pontos, o que foi também o seu nível mais alto nível de fecho. Na negociação intradiária fixou um novo máximo histórico ao tocar nos 4.191,31 pontos.

 

Por seu lado, o tecnológico Nasdaq Composite valorizou 0,10% para 14.052,34 pontos.

 

O Nasdaq abriu em queda, pressionado pelo aumento dos juros da dívida dos EUA a 10 anos para 1,568%, depois de ontem ter aliviado para 1,543%. No entanto, no cômputo semanal as yields das obrigaões do Tesouro cederam terreno, o que acabou por animar as cotadas do índice.

 

A subida dos juros da dívida soberana tem pressionado sobretudo as cotadas do setor tecnológico, já que este contexto reduz o apetite por ações de elevado crescimento em prol de empresas que são vistas como tendo maior probabilidade de um bom desempenho com a retoma da economia.

 

Entretanto, a época de divulgação das contas do primeiro trimestre já arrancou e os números já reportados no setor financeiro têm estado a animar os investidores em geral.

 

Além disso, os mais recentes dados económicos apontam para uma retoma económica bem encarrilada, o que tem contribuído para o otimismo nos mercados.

 

E não é só nos EUA que as bolsas têm estado em ambiente de festa. O índice global MSCI, que abrange 23 mercados desenvolvidos e 27 emergentes, também atingiu máximos históricos, o mesmo acontecendo com o europeu Stoxx 600 – que, além disso, fixou hoje a sua sétima semana consecutiva de ganhos. 

 

Os indicadores mais robustos provenientes dos Estados Unidos e da China estão a ser um dos principais motores para o sentimento mais otimista que se vive nas bolsas.

Ver comentários
Saber mais wall street dow jones s&p 500 Nasdaq bolsas EUA
Outras Notícias